Terça, 23 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Projetos do Viva-SE vão potencializar o turismo e a cultura sergipana


Avatar

Publicado em 22 de março de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Em uma iniciativa voltada para o fortalecimento do potencial cultural e turístico de Sergipe, o Governo do Estado tem desenvolvido o Programa Integrado de Desenvolvimento Cultural e Turístico de Sergipe (Viva-SE). A iniciativa visa despertar o sentimento de sergipanidade por meio da implantação de espaços culturais que manifestem o legado histórico estadual. Desta maneira, o Viva-SE compreende um conjunto de 15 projetos voltados para a cultura e o turismo, com o objetivo de promover o desenvolvimento de diferentes regiões de Sergipe.
O programa vem sendo elaborado com o suporte do Instituto Banese, envolvendo a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e a Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap). O conjunto de projetos será viabilizado por meio de operação de crédito com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de até R$ 300 milhões, aprovada na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) no ano passado.
A elaboração dos projetos está sob a responsabilidade do Instituto Banese. De acordo com o superintendente do instituto, Ézio Déda, os espaços não apenas resgatam a riqueza histórica e cultural de Sergipe, mas também promovem o turismo interno, valorizando o pertencimento e a autoestima da população.
“Nós já tínhamos alguns projetos na carteira do instituto e outros foram acontecendo no desenrolar de 2023. Portanto, o Viva-SE foi concebido para gerar desenvolvimento para Sergipe, por meio da cultura e do turismo. Nós entendemos que era o momento de potencializar esses ativos culturais que Sergipe tem e que isso precisava de alguma forma fomentar a cadeia produtiva do turismo, por intermédio dessa cultura forte”, apontou.
Sendo assim, destacou Ézio Déda, todos os projetos permeiam as ações voltadas para a cultura e o turismo como vetores de transformação social. O Viva-SE está setorizado em todas as regiões do estado. “Todos esses projetos mostram o Sergipe vivo, rico em cultura, diverso, plural, sempre com um olhar para frente, contemplando, valorizando essas questões que contam a nossa história”, acrescentou.
Entre os projetos, destaca-se o Memorial dos Náufragos de Sergipe, na Orla Sul (ao lado do Cemitério dos Náufragos); a Pinacoteca de Sergipe, no antigo prédio da Procuradoria-Geral do Estado; o Memorial do Cangaço, na Orla da Atalaia; o Museu do Forró, na zona sul de Aracaju; o Parque dos Cajueiros; o Museu do Vaqueiro, em Porto da Folha; a Casa do Artesão Sergipano, em Boquim; a reestruturação e modernização da Biblioteca Epiphânio Dória, em Aracaju; o Caminho do Crepúsculo de Santa Dulce dos Pobres, em São Cristóvão; o Centro de Memória Digital de Boquim; o Mirante Santo Antônio, na Colina do Santo Antônio, em Aracaju; a reestruturação e atualização dos museus históricos de São Cristóvão e Laranjeiras; o Memorial Arthur Bispo do Rosário, em Japaratuba; Ver de Tototó, em Aracaju; Vila Serigy, em Aracaju; Verendas do Sertão, em Canindé; além de projeto de mobilidade urbana e infraestrutura, em diversos municípios.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade