Domingo, 14 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Quadrilha Junina Século XX completa 60 anos nesta sexta-feira


Avatar

Publicado em 29 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Apresentação da quadrilha Século XX (Divulgação)

Nesta sexta-feira, 1º de março, a quadrilha junina Século XX completa 60 anos de existência. Criada em 1964, nas imediações do bairro Industrial, é atualmente a quadrilha mais antiga de Sergipe em atividade, além de ser uma das mais antigas do Brasil. De acordo com registros da mídia, na atualidade apenas a quadrilha junina Lajeiro Seco, de João Pessoa (PB), fundada em 1948, tem mais tempo de existência e resistência do que a Século XX, de Aracaju.
Para comemorar o aniversário de 60 anos, a diretoria da Século XX promoverá uma Missa em Ação de Graças a ser celebrada na sede da entidade, Avenida Filadelfo Dorea, nº 172, bairro Industrial, às 19h desta sexta-feira. “Não somente os diretores e componentes estão convidados, como também toda a sociedade, amigos e admiradores do nosso trabalho. A Século XX é uma família e nesse momento tão importante para todos nós queremos comemorar juntos”, disse a presidente da Junina, Valéria de São Pedro.
Conhecida nacionalmente por defender a tradição da cultura nordestina, no que diz respeito às apresentações, a Século XX é uma das quadrilhas juninas mais vitoriosas nos concursos realizados em Sergipe ao longo dos anos. Em 2023, após um hiato de dois anos por conta da pandemia da Covid-19, a Século XX voltou aos arraiais e conquistou quase todos os títulos que disputou. Foi campeã nos concursos Levanta Poeira (TV Sergipe), Seu Menino (Sesc) e Arranca Unha (Centro de Criatividade). Conquistou o vice-campeonato no concurso Arrasta-pé (TV Atalaia) e Gonzagão (Funcap). Além disso, representou o estado de Sergipe no concurso regional da Rede Globo Nordeste, em Recife (PE).
Para o marcador da Século XX, Joel Reis, é uma honra atingir marcas tão expressivas na história dos festejos juninos de Sergipe e do Brasil. “Nossa dedicação e entrega ao São João é total. São 60 anos ininterruptos, desde que o seu Francisco, meu pai, fundou a quadrilha. É claro que a Século XX nunca parou no tempo e sempre procurou acompanhar a evolução das coisas, mas nunca abrimos mão da nossa tradicionalidade. A Século XX é uma quadrilha que não copia outras, ela cria. Nossa identidade com a tradição junina está sempre em primeiro lugar”, afirma Joel. Em 2016, quando completou 52 anos de existência, a quadrilha junina Século XX teve sua história contada em livro-reportagem lançado pelo jornalista Gilson Sousa.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade