Terça, 16 De Julho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Saúde discute parceria com a UFS para produtos à base de Cannabis


Publicado em 08 de novembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


REUNIÃO DISCUTE TECNOLOGIAS (Foto:Mário Sousa/Divulgação)

A fim de discutir sobre a criação do Núcleo de Análise, Melhoramento, Produção, Investigação e Transferência Tecnológica em Cannabis de Sergipe (Cannabise), representantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e da Universidade Federal de Sergipe (UFS) se reuniram nesta terça-feira (7), para avaliação da viabilidade de implantação do projeto em Sergipe.
Foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) e homologado pelo Governo do Estado o Projeto de Lei de nº 331/2022, que institui a Política Estadual de Cannabis para fins terapêuticos. Concomitante, em Sergipe, a Associação Brasileira de Apoio ao Cultivo e Pesquisa de Cannabis Medicinal, intitulada como Salvar, obteve aprovação da Justiça Federal para cultivar, manipular e pesquisar a Cannabis sativa de forma exclusiva para finalidade medicinal e de pesquisa científica. Pensando em contribuir com a implantação de políticas públicas e desenvolvimento tecnológico sobre a Cannabis, a Universidade Federal de Sergipe (UFS) fechou um acordo de Cooperação Técnica com a Associação Salvar.
O secretário de Estado da Saúde, Walter Pinheiro, ressaltou que, neste mês de novembro, a SES trará novidades em relação ao andamento da implantação de produtos à base de Cannabis. “Vamos lançar ainda este mês o primeiro protocolo, que possui uma melhor evidência científica até o presente momento, que nos dá mais segurança para a distribuição.
Também será aberta consulta pública para que a sociedade civil possa se manifestar com suas contribuições, uma vez que pretendemos avançar muito dentro dessa política, que é bastante vencedora no que diz respeito à saúde e à qualidade de vida das pessoas. Além disso, será inaugurado ambulatório para acolher esses pacientes que não mais necessitarão procurar o judiciário para ter acesso a estes produtos, pois agora será distribuído administrativamente”, afirmou Walter Pinheiro.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade