Domingo, 14 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Sergipe tem redução das mortes violentas


Avatar

Publicado em 13 de março de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Foto: Ascom/SSP

Milton Alves Júnior
 
Um levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) durante todo o ano de 2023 mostra que o índice de casos envolvendo homicídio no Brasil caiu 4%, se comparado com o mesmo período de 2022. Conforme destacado e compartilhado pelo Ministério da Justiça, esta pesquisa de campo contabiliza as vítimas de homicídios dolosos – incluindo feminicídios -, latrocínios – roubos seguidos de morte -, além de lesões corporais seguidas de morte. Mortes decorrentes de violência policial não entram na conta. Na série histórica entre os anos de 2007 – ano em este tipo de estudo foi iniciado -, e 2023, em 2017 o FBSP contabilizou 59,1 mil mortes. 2023 surge como o ano menos violento, com 39,5 mil casos.
Esta análise identificou ainda que o índice de assassinatos por 100 mil habitantes do país – indicador usado internacionalmente para medir a violência – também caiu, passando de 20,3 em 2022, para 19,4 em 2023. O número foi calculado com base na população brasileira de 2022, e pode mudar quando o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgar as estimativas oficiais de população para 2023. O trabalho é realizado em coparticipação com profissionais do jornalismo G1 Monitor. Sobre o índice de redução, 21 estados registraram menos assassinatos em 2023 do que em 2022; outros cinco – sendo eles: Amapá, Pernambuco, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Maranhão -, tiveram alta; já o estado do Ceará identificou estabilidade.
Sergipe – O estado de Sergipe está integrado ao grupo de redução em virtude das 135 ocorrências de diferença presente no marco temporal analisado. Dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE) destacam ainda que, dentro do aspecto percentual, os 75 municípios contribuíram para que o estado alcançasse o topo deste ranking. Sergipe surgiu como o estado onde mais reduziu o percentual de mortes violentas entre os anos de 2022 (593) e 2023 (458). A abordagem desta pesquisa, identificou ainda que os meses com maior redução foram: junho (30) e julho (28); em contraponto os meses com mais registros de mortes violentas foram: janeiro (57) e abril (50).
Na concepção do comandante da Polícia Militar, coronel Alexsandro Ribeiro, o trabalho unificado entre profissionais das mais variadas corporações – municipal, estadual e federal -, tem contribuído para que estas respostas positivas sejam gradativamente coletadas. “Sergipe hoje vive um momento de muita tranquilidade. A redução da criminalidade ficou evidenciada e se trata de uma política pública exitosa pautada na integração das forças policiais”, disse. Técnicos do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP), colaboram com o monitoramento; em Sergipe este levantamento conta também com o apoio da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceacrim). O próximo levantamento deve ser apresentado até o final do primeiro trimestre de 2025.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade