Sexta, 21 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Servidores conseguem evitar votação de reajuste de 4%


Publicado em 23 de maio de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Servidores da Prefeitura de Aracaju protestam na frente da Câmara (Gilton Rosas/CMA)

Nesta quarta-feira (22)o, dia de paralisação e luta unificada, a união de 15 categorias de servidores públicos municipais de Aracaju conseguiu adiar a votação em regime de urgência do Projeto de Lei (PL 09/2024) na Câmara de Vereadores de Aracaju. Após 5 anos com reajuste de 0,00%, o Projeto em questão previa um aumento de 4% com corte de gratificação.
Caso haja a aprovação deste projeto, os servidores municipais efetivamente não terão ganhos salariais e nem sequer vão repor os 5 anos de perdas e arrocho salarial impostos pela gestão do prefeito Edvaldo Nogueira.
Com luta e resistência, SACEMA, SINDASSE, SINPSI, SINDINUTRISE, SINDATRAN, SINDIPEMA, SINDIFARMA, SINTAMA, SINODONTO, SINTS, SINTRAFA, SEAME, SEESE, SIGMA e SEPUMA protestaram em frente à Câmara de Vereadores e dialogaram com vereadores de Aracaju.
A conquista do dia foi a garantia de que o PL09/2024 não será votado nem hoje nem amanhã na Câmara de Vereadores de Aracaju. A assembleia geral unificada aprovou mobilização na próxima terça-feira, dia 28 de maio, em frente à Câmara de Vereadores de Aracaju. Na ocasião vai ocorrer nova assembleia para discutir e definir os próximos passos da luta.
Ao longo da semana, os sindicatos tentarão novamente dialogar com o prefeito Edvaldo Nogueira sobre a necessidade de reposição de perdas, valorização dos servidores e respeito ao papel dos sindicatos enquanto entidades representantes dos trabalhadores da Prefeitura de Aracaju.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade