Domingo, 23 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Servidores estaduais ameaçam nova greve


Publicado em 12 de julho de 2012
Por Jornal Do Dia


Segundo Waldir Rodrigues, 8 mil servidores recebem salário mínimo NO ESTADO

Kátia Azevedo
katiaazevedo@jornaldodiase.com.br

Os servidores da administração estadual podem voltar a paralisar as atividades por tempo indeterminado a partir de hoje. A decisão é uma das principais pautas da assembleia geral da categoria, que acontece às 8h30 desta quinta-feira no auditório do Instituto Histórico e Geográfico do Estado de Sergipe.

De acordo com informações do Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos (Sintrase), a greve poderá ser deflagrada diante da insatisfação da categoria em relação ao Governo do Estado, que na opinião dos servidores não demonstra intenção alguma em negociar as reivindicações do grupo.

"Desde o dia 24 de maio, quando realizamos a greve, tivemos apenas conversas informais com representantes do governo. Durante todo este tempo, o estado não sentou com os trabalhadores em uma reunião oficial para tratar o problema", diz Waldir Rodrigues, presidente do Sintrase.

O sindicalista destaca o fosso salarial que existe no funcionalismo da administração estadual, com distorções remunerativas que contribuem para uma separação cada vez maior dos servidores menos bem pagos e outros com salários altos. "Somos os únicos que ainda recebemos R$ 545,00", observa Waldir. De acordo com o sindicato, cerca de 8 mil servidores da administração geral recebem apenas um salário mínimo.  

Pelas contas do Sintrase, hoje o estado possui mais de 10 mil servidores com privilégios salariais, entre gratificações e outras bonificações. Waldir reconhece que este é um problema crônico, mas faz a ressalva de que a atual gestão estadual precisa iniciar a revisão da distorção salarial a partir da criação do Plano de Cargos e Salários, alvo das discussões entre os trabalhadores e o estado.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade