Sexta, 01 De Março De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Vila do Natal Iluminado deixa saudade


Avatar

Publicado em 04 de janeiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


A Vila do Natal Iluminado chegou ao fim na noite da última terça-feira (2), e já deixou saudades. Promovido pelo Governo de Sergipe em parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio/SE) e apoiado pela Energisa, o evento foi mais uma janela de oportunidades e de incentivo ao trabalho e à cultura sergipana. Ao longo de 30 dias, o público pôde apreciar a diversidade das produções artesanais e as delícias da culinária regional representadas por empreendedores e entidades das regiões do baixo São Francisco, do leste, do sul e centro sul sergipano; além da grande Aracaju.
A abertura de espaços de comercialização em eventos promovidos ou apoiados pelo Estado no ano de 2023 é avaliada positivamente pelo secretário do Trabalho, Emprego e Empreendedorismo (Seteem), Jorge Teles, que aponta impactos significativos na economia local. “Terminamos o ano com a certeza de dever cumprido e já iniciamos 2024 com um calendário anual que, sem dúvida nenhuma, vai propiciar ao sergipano a oportunidade de comercialização, de expansão do seu talento e de geração de emprego e renda”, afirmou sobre os eventos já previstos para este novo ano, a exemplo do Verão Sergipe, da Vila da Páscoa e dos festejos juninos.
A artesã Claudjane Pereira foi uma das que marcaram presença em mais de 6 espaços de comercialização no ano de 2023, incluindo a Vila do Natal Iluminado. Ela contou sobre a felicidade de começar mais um ano com abertura de novas oportunidades que impactam diretamente na sua vida.
“Tem um significado muito importante: além do dinheiro, que é a renda extra, a valorização. Me sinto muito valorizada, é gratificante ver pessoas de outros países, de outros estados, não só comprar, mas elogiar. Se não fosse o incentivo do governo, se não fosse a oportunidade que a Seteem dá pra gente, não tinha como eles saberem que a gente existe, porque acho que se você não é visto, não é lembrado”, disse ela sobre a importância da visibilidade gerada aos seus trabalhos a partir dos espaços intermediados pela pasta.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade