Segunda, 26 De Fevereiro De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

A Outra Banda da Lua estreia nova fase


Avatar

Publicado em 30 de janeiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


A Outra Banda da Lua se prepara para lançar seu mais novo single “Sol na Mulêra” que estará disponível em todas as plataformas digitais nesta sexta-feira (26) prometendo muita psicodelia, além de um tempero brasileiro inspirado por nomes como Gilberto Gil e Clube da Esquina. A música antecede o lançamento do álbum “Entre a Terra e o Sol” e marca uma nova fase após a saída de Marina Sena, ex-vocalista e co-fundadora da banda.
“Essa música é uma parceria minha com Tiri e Caio Bastos, dois grandes músicos e amigos de Montes Claros. Ela foi composta em meados de outubro de 2015, época de grande efervescência na cidade onde vários encontros aconteceram (inclusive o d’A Outra Banda da Lua, que foi fundada em dezembro daquele mesmo ano). Mas, foi na pré-produção desse novo trabalho que os arranjos foram concebidos e idealizados coletivamente pelo grupo, dando uma cara completamente nova para a canção com os coros femininos e alguns elementos novos, além de contar com a participação nos backs, coros e solo vocal de Jasmin Godoy.” Conta o baixista Matheus Bragança
Atualmente composta por Edssada, André Oliva, Mateus Sizilo, Matheus Bragança, Daniel Moço e Davi Ramos, a nova formação de A Outra Banda da Lua firma uma nova sonoridade ainda mais pop que se mantém conversando com o novo, mas sem perder suas raízes mineiras intrinsecamente ligadas à MPB. “Sol na Mulêra” abre alas para a nova era do grupo com seu groove envolvente, trazendo notas quentes como o Norte de Minas.
“O processo de composição foi relativamente rápido, nessa época nos encontrávamos quase diariamente para compor em parceria e trocar figurinhas de canções. Numa dessas surgiu “Sol Na Mulêra”, quando Lucas Tirí trouxe fragmentos e algumas ideias que foram complementadas por Caio Bastos na segunda parte e no refrão. Quando cheguei, ela já estava bem desenvolvida, mas dei uns pitacos na harmonia e na melodia. Esse processo levou poucos dias, mas foi só no processo de pré produção desse álbum, com a banda imersa, que chegamos nessa forma, com outro ritmo, outro approach, com o solo vocal de Jasmin e elementos que formam esse groove.” Complementa Matheus.
“Sol na Mulêra” dá seguimento a “3 Fitinhas”, primeiro single do novo trabalho da banda, e conta com 8 visualizers que contemplam a obra como um todo, produzidos e assinados por Tainá de Castro e Caril.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade