Quinta, 29 De Fevereiro De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Banco do Nordeste atinge meta de financiamentos via FNE


Avatar

Publicado em 02 de dezembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


O Banco do Nordeste consolidou a projeção de que o ano de 2023 terá um resultado recorde em contratações com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) ao alcançar a meta para todo o exercício, com 30 dias de antecedência. O BNB superou a marca de R$ 38 bilhões negociados na última quinta-feira (30/11). Esse montante já é 20% superior a todo o ano de 2022, quando as contratações do banco ficaram em R$ 32,2 bilhões.
De acordo com o presidente do Banco do Nordeste, Paulo Câmara, a meta foi atingida graças ao esforço concentrado de todas as superintendências estaduais e a estratégia de considerar novembro o limite simbólico para o fechamento do ano.
“Desde março, quando iniciamos o trabalho no BNB, colocamos o mês de novembro como prazo para as superintendências estaduais alcançarem o objetivo financeiro. Esse planejamento deu muito certo porque também foi acompanhado de perto pelas diretorias e agora teremos tranquilidade para utilizar o mês de dezembro para os ajustes finais já com vistas para 2024”, afirmou Paulo Câmara.
O presidente do BNB aproveitou ainda para destacar que 51,5% dos contratos firmados em 2023 foram do chamado público prioritário, ou seja, micro e pequenos empreendedores de área rural ou urbana. Tanto de pessoas físicas, quanto jurídicas.
“Recebemos a missão do presidente Lula de fazer o Banco do Nordeste crescer e chegar a mais pessoas. Estamos conseguindo realizar isso com um trabalho muito dedicado de toda a nossa equipe”, finalizou.
Sergipe – O estado de Sergipe terá uma aplicação recorde do FNE em 2023. Segundo o superintendente estadual do Banco do Nordeste no estado, César Santana, serão mais de R$ 2,3 bilhões em contratos. Um volume 10% maior do que o resultado do ano passado. “Podemos afirmar que todos os setores da economia sergipana têm sido impulsionados com apoio do crédito do BNB, ou seja, com destaque para os segmentos da agropecuária, comércio, serviços e indústria, além da infraestrutura”, explicou o superintendente.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade