Terça, 23 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

BNB amplia em 30% número de financiamentos no Plano Safra 23/24


Avatar

Publicado em 14 de março de 2024
Por Jornal Do Dia Se


O Banco do Nordeste (BNB) registrou aumento de 30% no número de contratos com agricultores familiares nos sete primeiros meses do Plano Safra 2023/2024, em relação ao mesmo período da safra passada. Ao todo, o BNB liberou R? 5 bilhões em toda a sua área de atuação, com mais 607 mil operações realizadas com os agricultores.
Em Sergipe, foram mais de 19 mil operações realizadas, totalizando R? 162,37 milhões liberados.
Os resultados foram apresentados, ontem (12), durante o evento “Diálogos & Participação Social”, promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), em Brasília (DF). O encontro contou com as presenças do ministro Paulo Teixeira e representantes de bancos como o BNB, BNDES, Caixa e Banco da Amazônia, que ouviram sugestões e discutiram com membros de movimentos sociais rurais propostas para o aprimoramento da concessão do crédito voltado à agricultura familiar.
De acordo com o gerente do Ambiente de Pronaf e Crédito Fundiário do BNB, Alisson Ribeiro, a elevação do número de financiamentos e nos valores contratados foi acompanhada da ampliação da participação do Nordeste no Plano Safra brasileiro, partindo de 9,7% para 15,2%, um dos objetivos desse plano.
Em sua participação, ele destacou as iniciativas do Banco do Nordeste em promover melhorias, concentrando esforços para tornar o crédito rural mais acessível e rápido aos agricultores familiares. Entre as medidas, o gestor ressaltou a expansão do atendimento do Agroamigo, programa de microfinança rural do BNB, que cresceu de 900 para 1,3 mil agentes em menos de um ano, atuando com microcrédito rural em todos os 2.074 municípios da área de atuação.
“O Banco do Nordeste detém 96% da quantidade dos financiamentos e 72% do valor total liberado pelo Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) nesse plano safra da região. Reuniões como essa são muito importantes, pois as reivindicações dos agricultores são ouvidas e se transformam em mais contratações, mais adequabilidade do crédito às necessidades dos empreendimentos, que gera emprego e renda e desenvolvimento sustentável para a região”, ressaltou Alisson Ribeiro.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade