**PUBLICIDADE
Publicidade

E BRASÍLIA NUNCA FOI CAMELOT


Avatar

Publicado em 20 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


* Rômulo Rodrigues

E, em redor daquela bancada não estavam sentados cavaleiros e sim, canalhas traidores da pátria, no que há diferenças de séculos no tempo e quilômetros nas distâncias para quem, por mais alienado que esteja, possa fazer uma comparação razoável.
Nem o miliciano chefe que dirigiu a nação nem os vassalos cretinos que se submetiam a ouvir blasfêmias contra as instituições são merecedores, sequer, de frequentar aquele salão, quanto mais, tomar assento na Távola Redonda.
Nos dois cenários havia grandes discrepâncias; na Távola do Rei Artur a pauta era a defesa do reino. Na mesa em forma de ferradura de equino, no Palácio do Planalto, a pauta era a destruição do País pelo aniquilamento da Democracia.
No momento, ligando os dois cenários, para que seja possível fazer leitura através do tempo, se sobressai a figura do estadista Luiz Inácio Lula da Silva.
No vasto noticiário publicado nos blogs e sites de notícias deve ter causado surpresa em muita gente, saber que o general Braga Neto era o cérebro pensante por trás da minuta que propunha e detalhava cada passo da operação golpista, por ser difícil de aceitar que ele tenha mais massa encefálica que o general Heleno e, ao mesmo tempo, seja tão mais burro.
É possível apontar várias causas para uma reunião tão contaminada por tantas demonstrações de estupidez traiçoeira; duas, com certeza se sobressaem.
A primeira disparada é manter um exército que não tem a menor capacidade de enfrentar um inimigo externo, com o exagero de 16 generais de 4 estrelas e, a segunda é permitir o funcionamento do centro conspiratório contra o desenvolvimento e a soberania do País, chamado de clube militar, que serve para reuniões de velhos inúteis que não têm comprovado um único ato de heroísmo em defesa da pátria e têm muitos contra a democracia.
Descoberto e desmascarado todo o plano golpista entreguista, algumas medidas precisam estar em andamento, inclusive, com a cautela como estratégia e não como medo e covardia. Basta ver como faz a cobra Sucuri com suas presas.
As duas frentes de combate que estão em movimento, aparentemente separadas, atacam com o mesmo objetivo; destroçar o ninho que contém os ovos das serpentes.
Ao governo cabe como principal tática de ação e combate ao golpismo fascista, manter em permanente controle todos os parâmetros do crescimento da economia e chegar ao fim de 2024 com índices de aprovações ainda maiores que 2023, com grande sucesso eleitoral, contribuindo para o PT alcançar uma base parlamentar municipal de mais de 10 mil cadeiras com, pelo menos, 1 em cada município.
Ao Supremo Tribunal Federal se impõe a obrigação de garantir ao povo brasileiro, que toda a Organização Criminosa que era comandada pormilitares e milicianos respaldada pelo presidente do Partido Liberal, Valdemar da Costa Neto, acatando inclusive, os vários pedidos de cassar o registro deste partido, e mandar dar andamento no Superior Tribunal de Justiça, do julgamento da liminar que sustenta o mandato do deputado Artur Lira, há anos.
Artur Lira, já catalogado como chantagista mor da República e testa de ferro dos banqueiros na câmara dos deputados, não pode se dar ao luxo de liberar R$ 8 milhões para uma Escola de Samba e desfilar no sambódromo ao lado de um dos mais violentos bicheiros do País.
E, por falar em cautela, é bom lembrar que os dois facínoras, Jair Bolsonaro e Valdemar Costa Neto, estão nas piores das prisões; sem poderem conversar entre si e com seus comparsas o que, aliás, se o fizerem, vão produzir centenas de provas a mais contra eles e os demais criminosos.
Ora, pois, exibidos e fanfarrões como são, acostumados a divulgar seus feitos como provas de impunidades, estarem submetidos ao regime de abstinências criminosas, vendo de perto os ambientes familiares, é sem dúvida torturante e tira a esperança de serem vitimados como perseguidos políticos.
Mesmo assim, o ambiente não é de total tranquilidade; alguém do comando do Fascismo mandou e Jair Bolsonaro está convocando um ato subversivo para o dia 26 de fevereiro na Avenida Paulista, pedindo fardamento de camisas amarelas da seleção de futebol, caracterizando que, se tiver chamadas na Rede Globo com Alex Escobar e a classificação por Eliane Catanhede, de massa cheirosa, fica explícita a tentativa de golpe e deve resultar em prisões em flagrantes, como defesa da democracia. Ditadura, nunca mais!

* Rômulo Rodrigues, militante político, é sindicalista aposentado

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade