Domingo, 23 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

É forró pra inglês ver!


Publicado em 04 de agosto de 2012
Por Jornal Do Dia


Os barrigudinhos, rebolando muito

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

A banda naurÊa foi convocada para mostrar a música de Sergipe no velho mundo, levantando nossa bandeira durante as Olímpiadas de Londres. A felicidade do convite, contudo, não arcou com as despesas inerentes à oportunidade. Para cobrir os custos da viagem, os barrigudos estão trabalhando mais do que penteadeira de puta e precisaram convocar as bandas amigas para unir forças na empreitada. Este domingo, a Casa Rua da Cultura abriga apresentação da naurÊa, Cabedal e Nantes (tocando Beatles) em favor de uma nova apresentação internacional.

O projeto "naurÊa nas Olimpíadas" tem por objetivo captar os custos de passagem, hospedagem e alimentação de um grupo composto por 8 músicos durante a semana de 08 a 13 de agosto de 2012, período em que a banda tem dois shows confirmados no projeto Casa Brasil, evento oficial das Olimpíadas promovido pelo Comitê Olímpico Brasileiro. As apresentações ocorrerão na Somerset House, espaço de circulação da cultura contemporânea mundial e que fica no coração turístico de Londres, onde além das apresentações, a banda realizará ações de divulgação, promoção e intercâmbio da música sergipana.

"A Cabedal e a Nantes se ofereceram para ajudar nos oferecendo um show e a Casa Rua da Cultura entrou com o apoio do espaço. Estamos aprendendo, assim como o Brasil já aprendeu com os sites de crowdfunding, que com criatividade nós temos como conseguir viabilizar projetos importantes como essa ida da naurÊa para as Olimpíadas", conta Alex Sant’anna, vocalista da banda.

Segundo o cantor, tudo ocorreu de maneira muito espontânea. "O caráter colaborativo dessa nossa produção surgiu por acaso. Coloquei um post no Facebook falando da nossa batalha pra conseguir apoio e logo depois uma pessoa levantou aquela questão de sempre, de que a banda tem integrantes que trabalham em algum órgão do estado, impedindo o governo de nos apoiar. Depois ele pediu o número da conta pra ajudar a banda. Sei que foi uma tiração de onda, mas chequei a minha conta e percebi que ele tinha depositado R$ 48,88. A partir dessa brincadeira, outras pessoas resolveram ajudar. Foi quando percebemos que essa estratégia poderia dar certo".

Essa não é a primeira vez que a banda participa de um evento esportivo, em 2006, a WDR, rádio pública alemã, levou o som de Sergipe para ser apresentado aos espectadores de várias partes do mundo no Festival Summer Stage e Globalbeats, dentro dos eventos oficiais da Copa do Mundo daquele ano.

Em 2007, foi a vez do Rio de Janeiro receber o sambaião sergipano nos jogos Panamericanos, em plena orla de Copacabana. A naurÊa também possui experiências internacionais com turnês pela Europa, incluindo apresentações em grandes festivais como a Popkomm, uma imensa feira de negócios da música que acontece todos os anos no mês de outubro em Berlim, Alemanha e Blue Balls Festival, um dos maiores festivais de música contemporânea da mundo, que ocorre em Luzern, Suiça.

Para Alex, a satisfação de ver o trabalho da banda chegar tão longe extrapola o sentimento dos músicos. "Participar de um evento como as Olimpíadas é mostrar que a produção de Sergipe tem força, vem conquistando espaços e merece ser observada.  Após os jogos em Londres o mundo todo estará com os olhos voltados para o Brasil por conta d a Copa do Mundo e das próximas Olimpíadas. Se apresentar nas Olimpíadas é inserir o nome de Sergipe na construção da nova identidade do Brasil para o mundo e uma forma de convidar os novos visitantes a conhecer um país multicultural e além dos clichês".

Serviço:
Local: Casa Rua da Cultura
Data: 05 de agosto (domingo)
Hora: 17 horas

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade