Sexta, 21 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Eliane Aquino caminha para se afastar da política sergipana


Publicado em 25 de maio de 2024
Por Jornal Do Dia Se


O veneno de Eliane Aquino contra Rogério e João Daniel tem o dedo de Márcio Macêdo, com o claro objetivo de favorecer o pré-candidato de Edvaldo e de Mitidieri

 

Gilvan Manoel
 
Esta semana, durante dois dias seguidos, a ex-vice-governadora Eliane Aquino, hoje secretária nacional de Renda de Cidadania, do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), usou a coluna da jornalista Rita Oliveira (www.roacontece.com.br) e uma entrevista na Fan FM para explicar a razão de não aceitar discutir uma eventual candidatura à Prefeitura de Aracaju, e atacar a pré-candidata do PT, jornalista Candisse Carvalho, que teve seu nome confirmado no encontro municipal e aguarda a convenção para se transformar em candidata do partido.
As entrevistas de Eliane motivaram uma reação dura dos diretórios estadual e municipal do PT. A nota explica, entre outros pontos, que desde o início de 2024 dirigentes do partido fizeram convites, inclusive formais, para que ela apresentasse a sua pré-candidatura. Toca principalmente aos ataques de Eliane, se referindo ao senador Rogério Carvalho, o deputado federal João Daniel e o vereador Camilo Daniel como “pessoas que querem destruí-la” e “pessoas que mentem”. “Repudiamos tais ataques, as consideramos acusações graves e enfatizamos que é absolutamente inconveniente ofender as pessoas e a honra de correligionários por desavenças políticas”, diz o documento.
O ministro Márcio Macêdo também foi cortejado, mas, ao menos, disse que não passava em seus planos deixar o governo do presidente Lula, do qual é o secretário-geral da Presidência, e se prepara para a disputa em 2026, quando pretende ser candidato a senador.
Eliane e Márcio, que integram a corrente majoritária CNB, abandonaram o partido não apenas em Aracaju, mas em todos os municípios do estado. Não participaram de qualquer ato do partido que discutiu previamente a candidatura própria do PT. Como ocorre desde a doença do ex-governador Marcelo Déda, o PT sergipano é organizado pelo senador Rogério Carvalho e o deputado federal João Daniel, hoje presidente do diretório estadual.
O PT, com a candidatura de Rogério Carvalho, venceu o primeiro turno para governador em 2020, e perdeu a disputa no segundo turno devido a ação do ministro e de Eliane que trabalharam abertamente em favor da candidatura do atual governador Fábio Mitidieri (PSD), com quem, aliás, o ministro mantém uma entusiasmada relação, não apenas administrativa, mas principalmente política.
Três tópicos da nota oficial do PT e do PT de Aracaju explicam exatamente todas as tentativas feitas para tentar transformar Eliane Aquino como a candidata à prefeitura:
“1. Em diversos momentos a direção deste Partido tentou dialogar com Eliane acerca das eleições municipais e indicação do PT para a disputa em Aracaju, a exemplo da ocasião do lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2023/2024, onde ela se comprometeu a dialogar em momento oportuno com a presença do presidente municipal do PT-Aracaju, Jefferson Lima e o presidente estadual do PT, João Daniel, no entanto, a companheira jamais retornou;
2. Reafirmamos que não obtivemos êxito em nenhuma das tentativas de diálogo com Eliane, sendo a última antes do encontro municipal, em março deste ano, que contou com a presença do companheiro Lindbergh Farias (PT-RJ), que oficializaria Candisse Carvalho como pré-candidata à prefeitura de Aracaju;
3. Fracassadas as tentativas de diálogo com Eliane Aquino, demos sequência à indicação de Candisse Carvalho pela necessidade de posicionamento do PT frente ao pleito eleitoral, por toda sua representatividade pois, obviamente, não poderia ficar “à reboque”, como diz a expressão popular e, tendo toda a legitimidade e força, fez o devido debate interno e democrático para se posicionar. Debate, este, que Eliane se ausentou”.
A disputa pela Prefeitura de Aracaju está extremamente fragmentada, uma candidata da extrema direita – Emília Correia (PL) -, Yandra Moura (União) de direita, e o ex-secretário Luiz Roberto (PDT), que deve vir a ser o candidato do grupo do prefeito Edvaldo Nogueira e do governador, de centro-direita. Quem quer que viesse a ser a escolhida pelo PT, centro-esquerda, enfrentaria uma disputa acirrada. No caso de Eliane, poderia ser a sua segunda derrota seguida – apesar da boa votação obtida como candidata a deputada federal em 2020, ficou na suplência -, o que significaria o fim de sua carreira política, e ela ainda sonha em se eleger deputada federal em 2024, mesmo estando de volta como moradora fixa de Brasília.
O veneno de Eliane contra Rogério e João Daniel tem o dedo de Márcio Macêdo, com o claro objetivo de favorecer o pré-candidato de Edvaldo e de Mitidieri.
 

Pintura sobre tela de Rita Ribeiro

A Petrobras e Sergipe
O anúncio de que a Petrobras retirou cinco refinarias e a subsidiária Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A do plano de privatização deixou os sergipanos mais animados. (TBG). A tendência era de privatização da própria Petrobras, caso Bolsonaro tivesse sido reeleito, o que poderia jogar por terra a exploração dos vastos campos de gás em águas profundas, dentro do projeto de Sergipe Águas Profundas (SEAP).
No mês de agosto de 2023, durante o lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal, foi anunciado um investimento de R$ 109 bilhões para viabilizar o projeto Sergipe Águas Profundas. Estariam incluídos nesse montante os navios plataformas (FPSO) voltados à produção de gás natural na bacia sergipana.
Previsto inicialmente para 2027, o projeto SEAP foi adiado para 2028 na última revisão do plano estratégico da companhia. Já o gasoduto ficou para 2029. Em geral, um projeto do tipo leva três anos, da contratação ao primeiro óleo.

Troca de postos
Principal marqueteiro da política sergipana, o jornalista e publicitário Carlos Cauê deixou, esta semana, o cargo de secretário de Comunicação da Prefeitura de Aracaju. Entra de corpo e alma na campanha do ex-colega Luiz Roberto (PDT), que deve ser o candidato a prefeito de Aracaju, com o apoio do governador e do prefeito Edvaldo Nogueira.
A Secom foi entregue ao jornalista Elton Coelho, que já era diretor de imprensa e acompanha Edvaldo há vários anos.
Desde que coordenou o marketing das campanhas a governador de Albano Franco, em 1998 e 2002, Cauê nunca mais deixou de participar de eleições a cada dois anos. Uma das campanhas mais duras foi a de 2014, quando Jackson Barreto derrotou a poderosa máquina dos irmãos Amorim, em primeiro turno, quando eles já dividiam os cargos entre os aliados.
A mais recente vitória foi a do governador Fábio Mitidieri, em 2020.

A fome e os festejos juninos
O problema da fome no Estado de Sergipe ganhou repercussão na imprensa nas últimas semanas. Mas apesar das críticas e cobranças, o Governo do Estado segue sem tomar nenhuma atitude efetiva para resolver o problema.
Dados do IBGE, referentes à Pesquisa Nacional de Amostra Domiciliar apontam o estado de Sergipe com mais insegurança alimentar no cenário nacional. São mais de 50,6% dos domicílios que enfrentam o problema em algum nível, representando 1,206 milhão de pessoas, sendo seguido do Pará, Amazonas, Maranhão e Piauí.
A insegurança alimentar leve atinge 32,1%, o que significa 766 mil pessoas; a insegurança alimentar moderada atinge 324 mil sergipanos, correspondendo a 13,2% da população. A insegurança alimentar grave é a realidade de 126 mil pessoas, o que representa 5,3% da população de Sergipe.
A pesquisa foi realizada através de uma parceria com o IBGE, Ministério de Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome a partir de metodologia da EBIA (Escala Brasileira de Insegurança Alimentar) e revelou o que as organizações sociais que lidam diariamente com a fome no estado de Sergipe já sabiam.
Enquanto isso, o governador Fábio Mitidieri prevê um gasto de mais de R$ 100 milhões apenas com os dois meses do ‘Arraiá do Povo’, montado na Orla da Atalaia, festa para a burguesia, classe média e turistas. O povo só entra mesmo com o nome.

Solidariedade
Do deputado federal João Daniel, nas redes sociais: “A cidade de Guernica, no País Basco, no norte da Península Ibérica, foi brutalmente bombardeada pelos nazistas durante a Guerra Civil Espanhola em 1937, que apoiavam os fascistas espanhóis. Este atentado teve um grande impacto nas pessoas de todo o mundo, quando o artista espanhol Pablo Picasso pintou o seu famoso quadro “Guernica” e transmitiu uma mensagem descrevendo a tragédia do atentado. Neste vídeo, os habitantes da cidade de Guernica quiseram mostrar solidariedade ao povo palestiniano de Gaza e expressaram-no formando uma bandeira palestiniana com os seus corpos no meio da cidade, numa maravilhosa cena de solidariedade! Contribua publicando e criando consciência coletiva.”

Uma prefeita
Quem vem repetindo a frase é a candidata Yandra Moura (União): “Depois de 169 anos, finalmente Aracaju será administrada por uma mulher”. Entre os principais candidatos, além da própria, Emília Correia (PL), e Candisse Carvalho (PT). E ainda pode sair a candidatura da delegada Danielle Garcia (MDB). Luiz Roberto é o único homem na disputa.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade