Sexta, 19 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

GILVAN MANOEL


Avatar

Publicado em 17 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


A arte de Bené Santana

Disputa no PT

Na última quinta-feira (15), último do prazo para registro de pré-candidatos a prefeito de Aracaju, o Diretório Municipal do PT recebeu apenas dois pedidos: Candisse Carvalho pelas tendências Resistência Socialista, Esquerda Popular Socialista e Articulação de Esquerda; e Clóvis Barbosa, através da Tendência Petista Avante
Cada um deles obteve apoio de mais de 10% dos delegados e um dos dois será indicado pelo PT para ser o candidato a prefeito pelo partido. Isso ocorrerá durante encontro da Executiva Estadual, através de discussão entre as tendências que formam a sigla.
Segue Calendário aprovado na última reunião da Executiva Municipal do PT de Aracaju:
Dia 17/2 até as 13h, na sede do PT ou pelo email [email protected], prazo final para inscrição da chapa de delegados e delegadas para o Encontro Municipal do PT/Aracaju.
Dia 19: Reunião do Diretório Municipal do PT/Aracaju
Dia 24: eleição dos e das 150 petistas que irão participar do Encontro Municipal do PT de Aracaju para decidir a tática política e eleitoral. Só vota quem estiver quite com o partido.
Dia 09 de março: Encontro Municipal do PT de Aracaju

Comissões temáticas

O presidente da Câmara Municipal de Aracaju Ricardo Vasconcelos propôs a direção e composição das comissões. Atualmente, a Câmara conta com sete comissões.
Comissão Processante e Ética – O presidente será o vereador Isac Silveira (PDT) no lugar de Nitinho, que assumiu como deputado federal. Como secretário, assumirá o vereador Pastor Diego. Os outros membros serão Sheyla Galba, Sargento Byron e Camilo.
Comissão de Educação, Cultura, Esporte, Lazer e Turismo – A presidente seguirá sendo a vereadora Sônia Meire (PSOL), tendo como secretário o vereador Camilo. Os membros seguem sendo os vereadores Bigode, Fabiano e Miltinho.
Comissão de Obras, Serviços Públicos, Tecnologia, Segurança, Administração, Transportes e Comércio – O presidente passa a ser o vereador Ricardo Marques (Cidadania), no lugar do vereador Breno Garibalde (União Brasil), que passa a ser o primeiro secretário. Os membros seguem sendo Zezinho do Bugio, Soneca e Paquito de todos.
Comissão de Saúde, Meio-ambiente e Proteção Animal – A presidente da Comissão passa a ser a vereadora Sheyla Galba (Cidadania), no lugar do vereador Isac Silveira, que passa a ser membro da comissão junto com os vereadores Elber Batalha e Miltinho. O vereador Cícero do Santa Maria segue como secretário.
Comissão de Finanças, Tomada de Contas e Orçamento – O vereador Breno Garibalde (União Brasil) assume a presidência no lugar de Nitinho Vitale. O vereador Isac Silveira será o secretário e os membros serão os vereadores Elber Batalha, Manuel Marcos e Professor Bittencourt.
Comissão de Constituição, Justiça e Redação – A presidência seguirá com o vereador Pastor Diego (PP), tendo como secretário o vereador Sargento Byron. O que muda são os membros que passam a ser os vereadores Anderson de Tuca, Emília Corrêa e Isac Silveira.
A Comissão de Assistência Social, Direitos Humanos, Direito do Consumidor, Criança, Adolescente e da Mulher permanecerá a mesma, tendo como presidente o vereador Cícero do Santa Maria (Podemos) e secretária, a vereadora Professora Sônia Meire. Os membros são a vereadora Emília Corrêa, Sargento Byron e Vinicius Porto.

Em defesa da memória

O Comitê pela Memória, Verdade e Justiça aos militantes de esquerda, que combateram à ditadura militar de 1964, será lançado na próxima terça-feira (20), a partir das 14 horas, no Plenário da Câmara Municipal de Aracaju. Há 48 anos foi realizada em Aracaju a Operação Cajueiro, que culminou com a prisão de diversos militantes de esquerda.
O anúncio foi feito pelo ex-vereador de Aracaju e um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores de Sergipe, Marcélio Bomfim, um dos presos da ditadura. “O Comitê, sem fins lucrativos, sem caráter político-partidário e não remuneratório, tem o objetivo de mobilizar instituições, órgãos e entidades da sociedade civil, vítimas e familiares que sofreram graves violações dos direitos humanos”, explica Bomfim, o fundador do comitê.
Segundo Marcélio, o comitê tem o objetivo de resgatar a história; não permitir o esquecimento do horror praticado, evitando que a história se repita; além da preservação da memória para que a justiça prevaleça. “A luta permanente pela preservação da Democracia e do Estado Democrático de Direito no Brasil é a constante vigilância às violações aos direitos humanos”, defendeu o ex-vereador.
O primeiro encontro de ex-militantes foi realizado no restaurante Cacique Chá, antigo reduto de reuniões do grupo. Entre outros, além de Marcélio Bomfim, estiveram presentes Clóvis Barbosa, Elias Pinho, Wellington Paixão, Wellington Mangueira, Milton Alves, Joselito Vasconcelos, Milton Alves e, os professores universitários, Josefa Lisboa, Jussara Maria Moreno Jacinto e Romero Silva.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade