Segunda, 15 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Governo oficializa assentamento Daniel Ricardo


Avatar

Publicado em 11 de maio de 2013
Por Jornal Do Dia


jACKSON E MINISTRO PEPE VARGAS DURANTE OFICIALIZAÇÃO DE ASSENTAMENTO

Autoridades participam de solenidade em assentamento de Canindé

Jackson oficializa novo assentamento em Canindé

O vice-governador Jackson Barreto representou ontem o governador Marcelo Déda na solenidade que oficializou o assentamento Daniel Ricardo, em Canindé de São Francisco, Sertão do estado. O assentamento Daniel Ricardo será instalado na antiga fazenda Japão/Esplanada e possui extensão de 931,14 hectares. Na aquisição do imóvel, foram investidos R$ 2.607.765,43. Desse montante, R$ 260. 776 de recursos estaduais.

Na companhia do ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, e do presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Carlos Guedes, o vice-governador Jackson Barreto destacou o compromisso da gestão estadual com a agricultura familiar.
"A agricultura familiar movimenta a economia nacional, de Sergipe e de Canindé. Quando Marcelo Déda chegou ao Governo, não tínhamos reforma agrária em Sergipe. Esse assentamento que formalizamos hoje representa o trabalho de um governo voltado para seu povo, para as questões sociais. Quando venho a uma festa como esta, fico muito feliz porque estamos realizando o sonho de mudar o País e de dar aos trabalhadores brasileiros o lugar que lhes é de direito".

O assentamento Daniel Ricardo encaixa-se no novo modelo de assentamento agrário do Governo Federal, o qual prevê a integração das áreas de reforma agrária às ações do "Plano Brasil Sem Miséria". As famílias beneficiadas serão inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, tendo assegurado o acesso a diversos programas sociais, como o Bolsa Escola e o Garantia Safra.
"A democratização da terra é importante para construirmos um País novo e a inclusão dos assentados nos programas federais também colabora para isso. Reforma Agrária não é um assunto exclusivo do Incra ou do Ministério do Desenvolvimento Agrário, e sim, um assunto de todas os ministérios. É isso que a presidenta Dilma diz quando ela quer qualificar os assentamentos com assistência técnica, articulação de produção com o programa de alimentação escolar", afirma o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas.

O superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Sergipe, Leonardo Góis, explicou que a implantação de uma colônia agrária vai além da aquisição da terra e envolve também as condições estruturais para o desenvolvimento e manutenção do assentamento, com assistência técnica, política de comercialização de produtos e logística de escoamento de produção.
"A reforma agrária vai além da aquisição da terra. O assentamento Daniel Ricardo está sendo criado num novo modelo de implantação de reforma agrária estabelecido pelo Incra, com moradia de qualidade, educação, assistência técnica, escoamento de produção e melhorias nas condições de comercialização e estamos prontos para assinar os primeiros contratos do Minha Casa, Minha Vida do Brasil", disse Leonardo Góis.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade