Sábado, 15 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Malha ferroviária de Sergipe entra no pacote do governo


Publicado em 16 de agosto de 2012
Por Jornal Do Dia


O governador Marcelo Déda, ao lado de outros governadores, durante a solenidade em Brasília

O Programa de Investimentos em Logística, lançado nesta quarta, 15, pela presidenta Dilma Rousseff, vai beneficiar diretamente o transporte ferroviário de Sergipe. "A integração da malha ferroviária do Brasil traz perspectiva extremamente positiva para resolver um dos mais graves gargalos nacionais", comemorou o governador Marcelo Déda, presente à cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília.

Para o Estado, "representa um modal alternativo muito auspicioso e um novo estímulo para os investidores" já que, entre os 12 trechos ferroviários contemplados pelo anúncio do Governo Federal, está a ligação Salvador-Recife, cruzando Sergipe. O anúncio do Governo Federal acontece no momento em que novos investimentos, muito dependentes da infraestrutura de transportes, chegam ao Estado.

Vale – É o caso da nova fábrica de fertilizantes da Vale, que pretende investir até U$ 4 bilhões na produção de potássio. "A notícia é muito boa, pois a integração da malha ferroviária agrega infraestrutura de logística ao Estado e cria mais atratividade para quem quer investir em Sergipe", apontou Déda.

O investimento total anunciado pela presidenta será de R$ 133 bilhões. Destes, R$ 42 bilhões serão aplicados na duplicação e construção de nove trechos rodoviários em todo o país, totalizando 7,5 mil quilômetros de estradas federais. Outros R$ 91 bilhões serão destinados a 12 trechos ferroviários, num total de 10 mil quilômetros de trilhos.

FCA –  O transporte de produtos essenciais à economia sergipana será diretamente beneficiado com a revitalização do trecho que atravessa Sergipe, hoje controlado pela Ferrovia Centro-Atlântica (FCASA). Isto porque, desde a privatização da Viação Férrea Federal Leste Brasileiro (hoje FCASA), não houve novos investimentos em ferrovias no Estado.

"Isto acontece num momento em que investimentos vultosos, como o da Vale, são anunciados em Sergipe. O anúncio da retomada de investimentos nesta ferrovia significa uma vantagem para Sergipe", destacou o governador. "A partir da retomada deste trecho nós colocaremos na agenda de nossas negociações com o Governo Federal e com a Vale o ramal de interligação da ferrovia com o porto Inácio Barbosa". O objetivo é permitir a integração intermodal dos transportes ferroviário e marítimo, completou.

Sergipe, além de único fornecedor de potássio extraído de solo brasileiro, detém a maior produção de cimento do Nordeste. Ao mesmo tempo, tem significativas produções de amônia e ureia. Em breve, começará a produzir sulfato de amônia. O transporte destas e outras cargas será beneficiado com a nova malha ferroviária que cruzará o Estado.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade