Sábado, 15 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Moradora de rua é morta a pauladas na madrugada


Publicado em 10 de agosto de 2012
Por Jornal Do Dia


Gabriel Damásio
gabrieldamasio@jornaldodiase.com.br

A polícia investiga o assassinato de uma mulher não-identificada que seria moradora de rua. Ela foi encontrada morta por volta das 3h de ontem na Praça do Correio, no Conjunto Augusto Franco (zona sul de Aracaju), e teria sido atingida com várias pauladas na cabeça. O corpo foi achado junto à porta de um quiosque, com o rosto desfigurado, fraturas profundas no crânio e perda de massa encefálica. A vítima não portava documentos e foi achada por policiais militares que faziam rondas no local.

No momento do crime, não havia movimento de pessoas na praça, já que as lanchonetes do local estavam fechadas. Os policiais militares não encontraram testemunhas do crime, nem mesmo entre pessoas que moram próximo à praça. Até o momento, a única pista que pode levar aos autores do crime pode estar em um pedaço de madeira com vestígios de sangue, que estava ao lado do cadáver e foi achado pelos policiais. O material foi recolhido para perícia.

O corpo da mulher estava no Instituto Médico Legal (IML) até a noite de ontem sem identificação. A vítima é morena clara, de estatura mediana, tem cabelos escuros e vestia uma saia estampada e uma blusa verde. A suspeita da polícia é de que ela seja uma moradora de rua que era vista costumeiramente nas feiras livres do conjunto, pedindo esmolas e consumindo bebidas alcoólicas.

O segundo assassinato registrado pelo IML na capital aconteceu ao final da noite de anteontem. Wilson Amaral Santos, 20 anos, foi morto a tiros por desconhecidos na Rua São Joaquim, bairro Japãozinho (zona norte). A polícia também conseguiu poucas informações sobre o crime, mas sabe que o local da ocorrência é considerado problemático por conta da presença constante de traficantes e viciados em drogas – e esta é considerada a provável causa do assassinato. Os dois crimes são investigados pelo Departamento de Homicídios da Polícia Civil (DHPP).

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade