**PUBLICIDADE
Publicidade

O PREÇO E A VALIDADE DO PODER


Avatar

Publicado em 02 de abril de 2024
Por Jornal Do Dia Se


* Uemerson Florencio

Quando o ser humano descobriu o poder em seguida buscou a dominação, a imposição de seus interesses, dando origem a intensas batalhas por um falso poder, temporal e a um custo, muitas vezes, altíssimo. Estas batalhas pelo poder são internas e externas. Elas datam de quando o ser humano percebeu a presença da força e da fraqueza uns perante os outros, quando entender o conhecer e do desconhecer, quando notou o valor da ignorância, para a partir dela dominar, controlar, escravizar, possuir ou mesmo exterminar. Qual é o poder que você sempre quis e até hoje não conseguiu?
Quando o ser humano percebeu que o conhecimento descortinava os nossos olhos das amarras da ignorância, sua sede por este poder superou muitos limites, inclusive do que era aceitável e do que não era aceitável. E, estas investidas, eram simplesmente para se posicionar em melhor vantagem perante o outro. Avaliando e se comparando, buscando conhecer ainda mais as fraquezas uns dos outros estes sedentos pelo poder avançaram com avareza e ganância ardentemente. Como está a sua leitura de poder atualmente?
Um dos aspectos dos primórdios na história da humanidade é a compreensão na relação de força física – testou e se experimentou diferenciando o forte do fraco, o corajoso do medroso. E assim, muitos impérios se ergueram e outros caíram. Diversos reinos estiveram ativos por vários séculos de glória, mas foram consumidos pelas consequências das suas vaidades, orgulho e interesses egoísticos. No entanto, nos dias atuais, atravessamos cenários de grandes hostilidades no mundo, testemunhamos dentro das nossas famílias, um alto nível de toxidade nas relações uns com os outros em função das disputas e busca pelo poder. E o que estamos fazendo para reduzir estes danos?
Ao longo da história da humanidade passamos a compreender o seguinte: Quem mais lhe conhece é quem mais lhe ataca. É justamente por saber quais são os seus pontos fracos que elas vão diretamente no ponto certo para lhe ferir, explorar, machucar consciente ou inconscientemente. Muito bem, quem não lhe conhecer, pensa duas vezes antes de se aproximar ou de acordo com a sua comunicação pessoal, postura ou comportamento,muitas destas pessoas, nem se aproximam.Quantas vezes você foi vítima de pessoas com essas características? Mas será que muitas vezes você também, não agiu desta maneira intencionalmente?
O poder pelo poder ou o poder a qualquer custo é perigoso porque traz sérias consequências. Ele é notável em diversos momentos, observemos os seguintes exemplos:
– Você está numa reunião ou num grupo, quando você começa a falar quem é a pessoa que normalmente lhe interrompe, sobrepondo a voz dela perante a sua?
– Quem costuma argumentar como se fosse a voz da verdade?
– Quem normalmente dar continuidade a um comentário iniciado por você e nem dirige o olhar para você? O que pode significar esta linguagem corporal?
– Em outras palavras quais são as pessoas dentro e fora da sua família que lhe ignora ou age com total indiferença a você?
– Agora reflita, olhe para traz e veja, quantas decepções e traições você acumula na sua vida por conta daquelas pessoas que você confiou e ocupou o seu lugar ou levou o que era seu?
Em todas estas questões você percebe e compreende que as pessoas e as coisas nos acontecem, até onde nós permitimos. Então, você não deve se colocar na posição de vítima, mas ser a pessoa responsável pela sua própria construção pessoal em todos os aspectos: Emocional, mental, físico e espiritual, pois foram nas suas brechas que estas ocorrências aconteceram. Uma dica: Pare de reclamar daquilo que você é responsável. Para de reclamar da autoridade que você por um momento infeliz entregou ao outro por confiar, ou seja, você deu este poder ao outro também!
Reflita, responda e avance melhorando o seu universo interior agora mesmo, afinal, muitas destas respostas poderão evitar sérios danos na nova história da humanidade: Ter poder nos torna pessoas melhores? O poder dói? Se cresce com o poder? É bom o poder? A quem se destina o poder? Qual é o poder que você deseja hoje? Porque este poder é tão importante para você?

* Uemerson Florêncio, empreendedor. Treinador, palestrante e correspondente internacional de opinião para 5 países de língua portuguesa na África (São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Moçambique, Guiné Bissau e Angola), 3 países de língua espanhola (Uruguai, Peru e Espanha) e Estados Unidos, onde expõe sobre a análise da linguagem corporal aplicada a diversas áreas.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade