Sábado, 20 De Julho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Obras no mercado vão beneficiar o Augusto Franco


Publicado em 05 de agosto de 2012
Por Jornal Do Dia


Operários trabalham na reforma do mercado do Conjunto Augusto Franco

Maior conjunto habitacional de Aracaju, com cerca de 80 mil habitantes, o Augusto Franco possui uma zona econômica mais pujante do que vários municípios sergipanos. Grande parte dessa atividade comercial ocorre no Horto Mercado Marcos Ferreira, mais conhecido como Mercado Augusto Franco. Para impulsionar ainda mais o comércio local, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), iniciou a reforma e a ampliação das instalações do mercado setorial.

A administração municipal está investindo nas obras de reconstrução cerca de R$ 6 milhões em recursos próprios. O projeto do novo prédio contempla as normas de segurança e respeita o que preconiza a legislação sanitária em vigor. Todo esse investimento objetiva garantir aos comerciantes, moradores e visitantes, um local apropriado para o comércio popular.

O prazo de conclusão da obra é de 240 dias. Cerca de 45 profissionais trabalham diariamente para garantir celeridade no ritmo das obras. O cronograma está dentro do projeto inicial e a previsão da Prefeitura de Aracaju é de entregar mais essa grande obra à população o mais breve possível.

A obra – O novo empreendimento será dividido em quatro pavilhões (A, B, C e D), com 413 boxes. Os donos de bares na área externa do mercado também irão receber melhorias em seus estabelecimentos. Os oito novos bares terão compartimento para cozinha, atendimento coberto e banheiros femininos e masculinos.

O projeto de reforma abarca tanto a área interna quanto à externa. A área externa do mercado  passa a ter 4 blocos, com dois espaços de alimentação cada um. O primeiro bloco está com a alvenaria, contra piso e esgotamento sanitário prontas e a tubulação hidráulica e elétrica em andamento. No segundo bloco estão começando a colocação de sub-base e base e o levantamento dos alicerces. Já os antigos galpões estão em processo de demolição.

De acordo com o presidente da Emurb, engenheiro Osvaldo Nascimento, os benefícios para a população a partir da reforma das instalações do Mercado Augusto Franco serão percebidos ao final da obra. "A reforma do mercado setorial tem um papel socioeconômico importante para a comunidade aracajuana. Além de impulsionar o comércio popular da região, o local também é tradicionalmente um espaço de convivência social", destaca o presidente.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade