Segunda, 15 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Polícia apresenta líder de quadrilha que invadiu a 5ª DM


Avatar

Publicado em 27 de abril de 2013
Por Jornal Do Dia


Os presos no momento da operação policial

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) apresentou ontem mais detalhes da investigação sobre a invasão da 5ª Delegacia Metropolitana (Cj. João Alves), em 7 de abril deste ano. Na ocasião, cinco homens fortemente armados, liderados por Oséias Pereira dos Santos, 31 anos, apontado como chefe do tráfico no Loteamento Novo Horizonte, em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju), renderam e agrediram um policial civil que estava de plantão, libertando dois detentos. Oséias foi preso anteontem em uma operação das polícias Civil e Militar.

Segundo o diretor do Departamento de Narcóticos (Denarc), delegado Marcelo Cardoso, Oséías e seu grupo contrataram Thiago José Caetano da Mota, um dos presos resgatados e que também foi preso, para transportar 100,8 quilos de maconha da Bahia para Sergipe. Caetano foi preso pelo Denarc e pelo Grupamento de Ações Táticas do Interior (Gati) da Polícia Militar em uma operação de rotina no dia 4 de abril na divisa dos Estados da Bahia e Sergipe, em Cristinápolis (Sul).

As investigações apontaram que o bando de Oséias recebia proteção da comunidade que em troca recebia benefícios dos traficantes. Outra tática utilizada pela quadrilha para ganhar o apoio da comunidade foi ameaçá-los com armas ostensivas de grosso calibre. "A quadrilha de Oséias utilizava farto armamento para fazer ‘rondas’ na comunidade. Tal procedimento intimidava à população, que se via obrigada a apoiá-los. É uma característica desta quadrilha andar armado pelas ruas do bairro com armas potentes, mas a polícia não vai permitir que nenhuma localidade tenha um domínio paralelo", garantiu o delegado.

Cardoso reconheceu que a prisão de Oséias não ocorreria tão facilmente se os criminosos estivessem dentro do Novo Horizonte. "O local é de difícil acesso, com ruas esburacadas e ao redor da comunidade há um grande matagal, que facilita a fuga dos criminosos sempre que a polícia entra no bairro". Os policiais montaram campana na Piabeta, em Socorro e prenderam os dois quando ambos saíam da comunidade. Em várias casas, foram apreendidas duas pistolas ponto 40, provavelmente roubadas de algum policial, uma espingarda calibre 12, cinco quilos de maconha, dezenas de munições e três espadas.

As investigações para prender o restante da quadrilha ainda estão em andamento. O Denarc tem uma lista com cerca de seis nomes de traficantes que compõem a quadrilha de Oséias. As investigações apontaram, ainda, que esta quadrilha age no mundo do tráfico e de roubos. "Já sabemos que eles têm escondido um grande arsenal naquela região, por isso vamos continuar as incursões naquela área até desbaratar toda a quadrilha", explicou Cardoso.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade