Quarta, 17 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Prefeitura combate o mosquito também em imóveis fechados ou abandonados


Avatar

Publicado em 28 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Foto: Marcelle Cristinne

A Prefeitura de Aracaju segue realizando, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), uma série de ações de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Além do trabalho de visita domiciliar realizado pelos agentes de endemias, a gestão também fiscaliza imóveis fechados ou abandonados, em que a comunidade não sabe informar quem é o proprietário.
Nesses casos, a Saúde entra em contato com a Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz) para, através do cadastro do IPTU, os agentes de endemias terem acesso ao proprietário do imóvel. De acordo com o gerente do Programa Municipal de Controle do Aedes (PMCA) Jeferson Santana, neste ano já foram identificadas 18.881 casas fechadas ou abandonadas e, até o momento, os agentes conseguiram entrar em 424 imóveis.
“Seja durante as visitas aos bairros ou através de denúncias da comunidade, quando conseguimos o contato, a equipe de campo liga e agenda a visita no imóvel. Concluída a inspeção, é preenchida uma ficha de visita domiciliar, contendo a data, o horário e o nome do agente de saúde. Por conta da denúncia, o imóvel será monitorado e, caso seja necessário, os agentes retornam para uma nova inspeção”, destaca o gerente.
No caso dos terrenos baldios, a responsabilidade da ação fica por conta da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), que já realizou 2.339 fiscalizações. O procedimento inicial é o mesmo do realizado nos imóveis fechados.
“Quando verificamos a proliferação de focos em terrenos baldios, identificamos o proprietário através dos dados da Semfaz e enviamos uma notificação a ele. Nessa notificação, os técnicos detalham a situação do terreno, como a presença de mato e o acúmulo de resíduos. A notificação também contém um prazo para que o proprietário adote as providências necessárias no local”, salienta Jeferson.

Canais para denúncias – A participação da população é de extrema importância para o combate ao inseto, portanto, é possível fazer registros e denúncias clicando no banner do formulário no site da Prefeitura. Ou ainda através do número 0800 729 3534 na opção 1 (MonitorAju) e na opção 2 (Ouvidoria) ou ainda pelo e-mail saú[email protected], enviando fotos e vídeos dos locais com focos, as pessoas podem fazer a denúncia da localidade com foco do mosquito e solicitar os serviços dos agentes de endemias.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade