Domingo, 23 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

SERVIDORES FEDERAIS FARÃO NOVO PROTESTO


Publicado em 15 de agosto de 2012
Por Jornal Do Dia


AGENTES JOGAM NO PÁTIO DA PF

Numa manifestação conjunta, servidores estaduais e federais se uniram para reivindicar o aceleramento na realização de uma mesa de negociações, para que governo e funcionários possam finalmente chegar a um acordo que leve ao fim da greve. Para hoje está previsto um ato em frente à sede da Polícia Rodoviária Federal em Sergipe (PRF/SE), seguido de uma marcha pelas principais ruas de Aracaju.

Os motoristas de ambulâncias do Samu participaram da reunião de ontem e vão engrossar a marcha de hoje. O presidente do Sindicato dos Condutores de Ambulância da Saúde (Sindconam), Adilson Melo, reafirmou que a categoria não retorna aos trabalhos caso os pleitos não sejam atendidos por parte do Governo do Estado de Sergipe. "Achávamos que assim que as atividades fossem parcialmente interrompidas os administradores iriam se preocupar em conversar com a categoria e debater esse reajuste salarial.

Infelizmente a gente dá a vida pelos sergipanos, mas nosso sacrifício não é reconhecido pelos governantes", protestou. A luta dos condutores se resume em um reajuste salarial que passaria de R$ 642,65 para R$ 2.460.

Em nota oficial, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que os administradores estão dispostos a debater o pleito. Já os agentes da Polícia Federal realizaram ontem mais uma greve de advertência com o objetivo de cobrarem do Governo Federal melhores salários e condições de trabalho. "Como sempre, a direção da PF em Sergipe entendeu os nossos pedidos e deixou que a categoria se reunisse no pátio do órgão. Estamos unidos para conquistar os nossos objetivos e vamos participar intensamente dessa caminhada", alegou. Apenas 30% do efetivo está trabalhando normalmente. O setor de investigação foi o mais prejudicado até o momento.

Servidores da Polícia Rodoviária Federal (PRF/SE) também irão participar da marcha de hoje. Segundo Dorvercino Borges Neto, presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários do Estado de Sergipe (SINPRF/SE), a categoria já esperou demais por uma negociação. "Chegamos ao limite de espera. Aceitar essa falta de interesse por parte do Governo Federal em debater as nossas reivindicações, não dá mais", alertou. O problema que já era crítico pode ficar ainda pior. Isso porque no início da tarde de hoje servidores federais ligados ao Sindicato dos Juristas Federais irão promover uma assembléia para debater a possibilidade de decretar greve de 24 horas já para a próxima semana.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade