Segunda, 15 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

TÁXIS SERÃO RASTREADOS PELO CIOSP


Avatar

Publicado em 01 de maio de 2013
Por Jornal Do Dia


UMA REUNIÃO NA SSP DEFINIU OS DETALHES DO PROGRAMA PARA TAXISTAS

Taxistas e autoridades policiais durante reunião na SSP

Gabriel Damásio
[email protected]

Os casos recentes de assaltos e assassinatos de taxistas registrados em Sergipe e em outras capitais, como Porto Alegre (RS), resultaram no atendimento de uma reivindicação antiga dos profissionais: a implantação de um sistema de rastreamento dos táxis interligado diretamente à central de atendimento da polícia. Este sistema será implantado em Sergipe, através de uma parceria firmada ontem entre a Secretaria da Segurança Pública (SSP) e o Sindicato dos Trabalhadores em Táxis de Sergipe (Sintaxe). A assinatura do convênio e a definição de seus detalhes finais aconteceram pela manhã, em uma reunião na sede da SSP.
O projeto, chamado "Táxi Seguro", começa a ser implantado nos próximos 15 dias e, inicialmente, vai atender aos cerca de 4.500 taxistas das quatro cidades da Grande Aracaju. Em sua segunda etapa, chegará aos outros 5.500 táxis do interior sergipano. Os equipamentos serão instalados nos veículos ao custo de R$ 100 e mais uma taxa de manutenção de R$ 45 por mês. No entanto, os primeiros 500 taxistas inscritos terão a instalação gratuitamente. "Esse custo é pequeno para o valor de uma vida", resume o vice-presidente do Sintaxe, Gerson Ferreira.
O aparelho instalado nos táxis é interligado ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), e terá um botão de emergência que avisará imediatamente a polícia sobre qualquer ocorrência com taxistas ou passageiros. A aquisição dos equipamentos fica a cargo do sindicato, que contratou uma empresa especializada no ramo de monitoramento e segurança. Em troca, a SSP vai ceder um espaço da sala de despachos de viaturas do Ciosp, onde os policiais responsáveis acompanharão o movimento dos táxis por um monitor fornecido pela empresa contratada.
"Neste monitor, observaremos todos os veículos que estão com equipamentos instalados. Caso aconteça alguma ocorrência o profissional acionará um alarme que irá acusar nesse monitor, informando a localização do veículo que está sendo alvo dos criminosos. Com isso, as equipes de policiais que estão nas ruas serão imediatamente acionadas e o atendimento será agilizado", explicou o diretor do Ciosp, coronel Salvador Sobrinho.
A expectativa é de que o "Táxi Seguro" agilize o atendimento policial em situações iminentes de ocorrências com taxistas e usuários. "A parceria proporcionará mais segurança ao profissional taxista e irá contribuir, também, com o trabalho das polícias, pois o sistema representa um canal direto de comunicação, no qual o taxista poderá passar informações importantes a respeito de crimes", destacou João Eloy.
O monitoramento de táxis já foi implantado em outros estados e seu modelo foi defendido pelos dirigentes do Sintaxe como um exemplo bem-sucedido de redução de crimes contra a categoria. Sergipe passa a ser o terceiro estado nordestino a adotar o projeto. "Pela primeira vez na história a nossa categoria está recebendo um tratamento diferenciado. Essa iniciativa vai salvar vidas, pois com a tecnologia o trabalho policial terá um tempo resposta mais hábil. Essa tecnologia já existe em Pernambuco e Alagoas e lá constatamos de perto que funciona. Em Sergipe não será diferente e teremos grandes resultados com essa parceria", salientou Gerson. Uma comissão do Sintaxe deve visitar o Ciosp assim que o projeto estiver em pleno funcionamento.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade