Sábado, 20 De Julho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Tribunal de Justiça deixa André Moura inelegível


Publicado em 09 de agosto de 2012
Por Jornal Do Dia


ANDRÉ MOURA DIZ QUE AINDA NÃO FOI CITADO

Chico Freire
chicofreire@jornaldodiase.com.br

O deputado federal André Moura (PSC) teve, na ultima terça-feira, os seus direitos políticos cassados por oito anos pelo Tribunal de Justiça de Sergipe, em processo de improbidade administrativa iniciado em 2008, sob acusação de fraude e direcionamento de licitações, quando era prefeito de Pirambu.

A decisão, por maioria, cassou os direitos políticos do deputado, mas manteve a função pública. Com a cassação dos direitos políticos por um colegiado, André passa a se enquadrar na Lei da Ficha Limpa, ficando impedido de participar das próximas eleições.

Segundo o promotor Paulo José, o seu colega Nilzir Vieira ajuizou algumas ações, quando André Moura era prefeito de Pirambu, sobre acusações de fraude e direcionamento de licitações de gênero alimentício para escolas municipais, o que foi acatado pelo  juiz de direito de município de Pirambu,  Reinaldo Salvino.
De acordo com  Paulo José,  houve recursos por parte do acusado. Mas no último dia 6 de agosto o TJ por maioria confirmou quase que na íntegra a condenação em primeiro grau de André Moura.  A única mudança foi a redução de oito para três anos a perda dos direitos políticos.

Consequência – Conforme o promotor, considerando a Lei da Ficha Limpa, qualquer candidato condenado por órgão colegiado, seja criminal ou administrativamente, fica proibido de concorrer às eleições pelos próximos oito anos, e essa é a consequência imediata no caso de André.
Segundo ele, a decisão do TJ cabe recurso. "Se não conseguir reverter a situação não poderá se candidatar nos próximos oito anos", disse.

Com relação ao mandato atual do deputado, está preservado.  "O efeito agora mais devastador que tem é para a próxima eleição,  caso não consiga reverter a situação", observou Paulo José.
André Moura informou ontem à noite que ainda não foi notificado da decisão e que somente após isso é que se pronunciará sobre o assunto.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade