**PUBLICIDADE
Publicidade

A força do voluntariado nas eleições


Publicado em 07 de junho de 2024
Por Jornal Do Dia Se


O Programa Mesário Voluntário foi criado em 2004 e, portanto, acaba de completar 20 anos

Wilson Pedroso

As eleições de 2022 contaram com mais de 1,8 milhão de mesários e mesárias, que trabalharam nos municípios de todo o país. Desse total, 893 mil foram voluntários. O número é semelhante, por exemplo, a toda a população de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, ou do município de São Gonçalo, no Rio de Janeiro. É muita gente.
As estatísticas nos dão uma dimensão da força do voluntariado para o processo eleitoral e para a democracia brasileira. São milhares de cidadãos e cidadãs que deixam de descansar e estar com suas famílias no domingo de votação para contribuir com a Justiça Eleitoral. Mais do que voluntários, essas pessoas são exemplos.
O Programa Mesário Voluntário foi criado em 2004 e, portanto, acaba de completar 20 anos. De acordo com as Justiça Eleitoral, a iniciativa tem o objetivo de incentivar a adesão de voluntários para, de forma consciente e espontânea, trabalhar nas mesas receptoras de votos no dia do pleito, em primeiro e segundo turnos.
Todo eleitor ou eleitora com idade a partir dos 18 anos, que tenha situação cadastral regular, pode se candidatar ao serviço voluntário. As restrições são apenas para candidatos e respectivos parentes até segundo grau, integrantes de partidos ou federações de partidos, agentes e autoridades policiais, além de funcionários com cargos de confiança do Executivo ou que já pertencem ao serviço eleitoral.
Os mesários, voluntários ou convocados, têm direito a dois dias de folga para cada dia de trabalho e de treinamento, sem desconto no salário. Há ainda outros benefícios como, por exemplo, auxílio-alimentação no dia da eleição e preferência no desempate em determinados concursos públicos.
As pessoas que queiram ser voluntárias nas eleições de 2024 devem se informar junto aos Tribunais Regionais sobre as normas. Os nomes cadastrados entram para uma lista e a respectiva zona eleitoral fará a convocação de acordo com a necessidade. Neste ano, a Justiça Eleitoral está em campanha para cadastramento também de voluntários com conhecimento em Língua Brasileira de Sinais (Libras) para auxiliar eleitores com deficiência auditiva.
Os mesários voluntários, juntamente com aqueles convocados, podem exercer diversas funções no dia da eleição, que vão desde a recepção e orientação de eleitores, organização de filas, conferência de documentos e atuação nas mesas receptivas, entre outros. Além disso, são agentes importantes para a organização e lisura do processo eleitoral.
Os mesários fazem tudo isso com um sorriso no rosto e a sensação cívica de contribuição com a democracia. Nas eleições de outubro, trate-os com todo o respeito e gentileza que merecem. Eles estarão lá por todos nós e pelo país.

*Wilson Pedroso é consultor eleitoral e analista político com MBA nas áreas de Gestão e Marketing

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade