Sexta, 19 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Cratera ameaça estrutura da ponte do Santa Lúcia


Avatar

Publicado em 10 de maio de 2013
Por Jornal Do Dia


A ponte de acesso ao Conjunto Santa Lúcia tem problemas estruturais

Uma cratera de aproximadamente dois metros de diâmetro tem preocupado os pedestres e motoristas que frequentemente transitam pela ponte que dá acesso ao conjunto Santa Lúcia, em Aracaju. Há mais de oito meses o problema vem sendo registrado pelos moradores da região que dizem temer um possível desmoronamento da ponte e provoque a falta de acessibilidade para o conjunto. Preocupados com a situação, populares dizem que já acionaram por três vezes a prefeitura, através da Empresa Municipal de Urbanização (Emurb), mas que até o momento nenhuma providencia foi adotada a fim de regularizar a via.

Com a aproximação do período chuvoso, a tendência é que a espessura da cratera fique ainda maior e inviabilize a passagem de carros. Para a cozinheira Sônia Vieira, diante do crescimento do buraco e ocupação de uma das vias, até para passar de motocicleta fica perigoso. "Na tarde de ontem mesmo choveu forte aqui na região e muitas pessoas ficaram com medo de atravessar a ponte. O local está tão frágil que se for passar um caminhão, ninguém mais se arrisca dividir a pista porque treme tudo", declarou. Na tentativa de evitar que carros e motos caiam na cratera, manilhas de concreto foram instaladas.

Ainda de acordo com Sônia, quando chega o período da noite o risco de acidentes é redobrado em decorrência da falha iluminação da região. "Eu acho que eles só vão se preocupar em realizar um reparo quando alguém morrer, ou um carro ser engolido pelo buraco. É um problema grave que ninguém finge se dar conta". Considerado o único acesso viável para o conjunto, há quem diga que a prefeitura trata o assunto com desprezo. Esse é o caso do jardineiro Francisco Lúcio que afirmou ter registrado o descaso desde o final do governo Edvaldo Nogueira.
"Em dezembro do ano passado a prefeitura foi notificada uma vez, mas nada fez. Já esse ano eu achava que o problema seria resolvido com João na prefeitura, porém, mais três ofícios foram encaminhados e o problema continua na mesma situação", disse. Também se mostrando preocupado, o morador indagou: "Será que é difícil entender que estamos reivindicando uma reforma emergencial e que irá contribuir para uma melhor acessibilidade e segurança de todos?". Atualmente, até os carros já passam com dificuldade, e caso o inverno seja rigoroso, a perspectiva é que em menos de um mês nenhum automóvel consiga cruzar a ponte.

Solução – Em resposta ao problema apresentado pelos moradores, a administração municipal informou que engenheiros já estão realizando estudos para que o serviço de reparo seja logo iniciado. Ainda segundo a nota oficial, o processo de licitação para a escolha da empresa que irá realizar o serviço já foi devidamente iniciado. A meta é que até o final deste mês a empresa vencedora já seja devidamente autorizada a iniciar a obra.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade