Sábado, 15 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Curandeiro é preso em outro caso de estupro


Publicado em 15 de agosto de 2012
Por Jornal Do Dia


O curandeiro Pedro dos Santos, 59 anos, conhecido como "Pedro Rezador" durante a prisão

Gabriel Damásio
gabrieldamasio@jornaldodiase.com.br

Um novo caso de estupro de adolescentes envolvendo religiosos foi registrado em Sergipe. Desta vez, o acusado foi o curandeiro Pedro dos Santos, 59 anos, conhecido como "Pedro Rezador", que foi preso em flagrante na tarde de anteontem, em Propriá (Baixo São Francisco), depois de abusar sexualmente de uma garota de 14 anos. A detenção aconteceu uma denúncia feita pela mãe da vítima, que viu o acusado rasgando a roupa da garota e chegou a lutar fisicamente com ele.

A informação foi confirmada ontem de manhã pelos delegados Fábio Santana e Paulo Cristiano Ricarte, cujas equipes fizeram a prisão. Segundo eles, a mãe da adolescente procurou a delegacia para denunciar o curandeiro, afirmando que ele estava em sua casa para fazer um ritual de rezas em sua filha mais nova, um bebê de oito meses. Durante a reza, conforme o relato, Pedro teria olhado para a adolescente, fez referência à beleza dela e, mesmo com a presença da mãe em casa, investiu contra a vítima: passou a mão em suas pernas, puxou a blusa, rasgou a calcinha e colocou o dedo em suas partes íntimas.  

Ao ver "Rezador" com as mãos na garota, e ao mesmo tempo masturbando-se, a mãe dela ficou transtornada e começou a agredir o acusado, que não reagiu. Ainda segundo a polícia, ele se levantou após a agressão e, antes de fugir, deixou uma nota de R$ 10 em cima de uma mesa e disse que voltaria outro dia à residência. A atitude revoltou ainda mais a mãe das crianças, que, muito nervosa, procurou a Delegacia para denunciar o curandeiro. Os policiais agiram rápido e foram até a casa do acusado, onde prenderam-no em flagrante.

Na delegacia, ao ser interrogado, Pedro confirmou ter introduzido o dedo no genital da adolescente, mas tentou justificar a atitude dizendo que todo o ato sexual realizado na vítima fazia parte de um ritual chamado "Reza do Barbante", feito por ele em mulheres que queriam "trazer o homem amado de volta". A alegação não convenceu a polícia, que indiciou o curandeiro por estupro de vulnerável. A jornalistas, o delegado Paulo Cristiano afirmou aguardar novas denúncias contra o curandeiro, pois foi informado que a esposa dele recebia reclamações de outros assédios e abusos contra outras mulheres, durante os rituais religiosos. Pedro foi transferido para a 10ª Delegacia Metropolitana(Cj. Bugio), em Aracaju, onde ficará preso à disposição da Justiça.

Outro caso – A outra denúncia de estupro envolvendo adolescentes e rituais religiosos veio à tona na última sexta-feira, mas ainda está sob investigação da polícia. O caso envolve uma adolescente de 16 anos, que alegou ter sido violentada pelo pastor evangélico Robério Lopes, da Igreja Assembléia de Deus Betel, em sua própria casa, no bairro 18 do Forte (zona norte de Aracaju). O suposto estupro teria ocorrido depois que o religioso passou um óleo no corpo da garota, deixando-a sonolenta. Robério nega a acusação e afirma estar disposto a fazer exames para comprovar sua inocência. (com SSP)

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade