Quarta, 28 De Fevereiro De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Falta d’água causa transtorno e preocupa moradores do extremo sul de Aracaju


Avatar

Publicado em 17 de janeiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


As falhas se acentuam e são mais perceptíveis nas localidades mais afastadas da tubulação principal, ao logo da Rodovia dos Náufragos, assim como à medida que se aproxima dos bairros mais ao sul ou mais distantes da região da Atalaia.

De alguns meses moradores dos novos bairros da antiga Zona de Expansão Urbana de Aracaju – Mosqueiro, Matapoã, Areia Branca, Gameleira, São José dos Náufragos e Robalo – vêm notando vários problemas no fornecimento de água pela DESO.
Os problemas vão desde interrupções quase que diárias no fornecimento até à pouca pressão na água, a ponto de não abastecer adequadamente os reservatórios.
As falhas se acentuam e são mais perceptíveis nas localidades mais afastadas da tubulação principal, ao logo da Rodovia dos Náufragos, assim como à medida que se aproxima dos bairros mais ao sul ou mais distantes da região da Atalaia.
Sem saber o que está acontecendo, vários moradores têm registrado reclamações, mas informam que a companhia de saneamento sequer responde, dando uma explicação para o problema.
José Firmo, morador do bairro Robalo e integrante do Fórum em Defesa da Grande Aracaju, pretende reunir representações das entidades dos seis bairros para aprovarem algum tipo de reação frente à empresa.
“Primeiro precisamos obter da empresa um diagnóstico da situação. Precisamos que a empresa nos informe quais os motivos para a irregularidade no fornecimento de água e por tanto tempo. Em seguida precisamos saber da empresa o que vem sendo feito para a normalização e quando o fornecimento de água tratada vai voltar ao normal.”
Diante da falta da água e de informações, moradores começam a especular sobre o que tem levado a DESO a fornecer a água com tamanha irregularidade em uma área tão extensa.
Uma das teses levantadas pelos moradores é o rápido crescimento populacional, com construção de muitos empreendimentos, o que pode estar aumentando o consumo de água, consequentemente diminuindo a vazão.
Outra impressão dita por alguns moradores é que a DESO pode estar fazendo manobras na rede, de modo a reduzir ou interromper o fornecimento em determinadas áreas e horários, para atender a contento outras áreas.
Firmo informou ainda que num primeiro momento será realizada uma reunião com representantes de cada bairro, quando avaliarão se mais reuniões nos bairros precisarão ser realizadas ou se já se dirigirão à Companhia de Saneamento de Sergipe para fazer os questionamentos.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade