Quarta, 28 De Fevereiro De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Prefeitura altera oferta de vacinação contra covid-19


Avatar

Publicado em 18 de janeiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Ao completar os cinco anos, se a criança recebeu uma dose antes dessa idade, receberá uma dose e encerrará o esquema. Fotos: Ascom/SMS

Atendendo às novas orientações do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa que houve alteração na oferta de vacinação contra a covid-19 na capital, para cada faixa etária e idade. Entre elas, a vacina para a população geral a partir de cinco anos de idade que ainda não recebeu nenhuma dose, poderá acontecer com a monovalente ou a bivalente, administrada em duas doses e com um intervalo de quatro semanas entre a primeira e a segunda.
Entre cinco e 11 anos, será disponibilizado a Pfizer pediátrica, sendo administrada em duas doses, com intervalo de quatro semanas entre a primeira e a segunda. Os critérios apresentados pelo Ministério da Saúde indicam que, nesta faixa etária, o reforço estará disponível para os grupos prioritários e imunocomprometidos (não vacinados).
Para os grupos prioritários com cinco anos ou mais, o esquema vacinal será administrado com duas doses e o intervalo de quatro semanas entre a primeira e a segunda, sendo o reforço monovalente ou bivalente aplicado de acordo com o grupo prioritário correspondente. Já para o grupo de pessoas imunocomprometidas que possuem cinco anos de idade ou mais e ainda não se vacinaram com nenhuma dose, o esquema será de três doses com intervalo de quatro semanas entre a primeira e a segunda, e oito semanas entre a segunda e a terceira dose.
O esquema vacinal da dose de reforço de cinco anos ou mais será administrada nos grupos prioritários com esta idade e com maior vulnerabilidade ou condição que aumenta o risco para formas graves da doença. Por isso, essa população tem indicação de dose anual (ou a cada seis meses, para pessoas com 60 anos ou mais, imunocomprometidos e gestantes/puérperas). Pertencem ao grupo prioritário pessoas com 60 anos e mais; Pessoas vivendo em instituições de longa permanência (a partir de 12 anos); pessoas imunocomprometidas com idade maior ou igual a cinco anos; indígenas (a partir de seis meses de idade e mais); gestante; puérperas; trabalhadores de saúde; pessoas com deficiências; pessoas com comorbidades; população privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade e do socioeducativo; adolescentes cumprindo medidas socioeducativas; e pessoas em situação de rua.
O esquema vacinal da população de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias) foi inserido no Calendário Nacional de Rotina de Vacinação das Crianças, em 2024. Desta forma, o esquema será a primeira dose aos seis meses, a segunda, aos sete meses, com intervalo quatro semanas entre uma e outra, e a terceira dose aos nove meses, com intervalo de oito semanas da segunda para a terceira dose).
Ao completar os cinco anos, se a criança recebeu uma dose antes dessa idade, receberá uma dose e encerrará o esquema. Porém, se foram administradas as duas doses após esta idade, o esquema vacinal será encerrado.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade