**PUBLICIDADE


Lições da pandemia


Publicado em 01 de novembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


A partir de 2024, a vacina contra a Covid-19 passará a integrar o Calendário Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde. A prioridade é imunizar os mais vulneráveis: crianças, maiores de seis meses de idade, e grupos prioritários.
A inclusão sinaliza necessário retorno a uma rotina de funcionamento regular das instituições, livres de influência ideológica.
A vacina contra a Covid-19, convém mencionar, esteve no centro de uma batalha ideológica fratricida, encampada pelos próceres da extrema direita. O resultado foi computado em número de mortos, no Brasil e mundo afora. Por aqui, foram mais de 700 mil cadáveres.
Os brasileiros tiveram uma boa mostra do estrago causado pelo negacionismo científico durante a pandemia. Tal experiência, associada a uma baixa inesperada na cobertura vacinal da população, colocaram as autoridades sanitárias em estado de alerta. Em matéria de saúde pública, o investimento em campanhas educativas precisa ser constante.
Não convém baixar a guarda. Segue valendo agora o que valia no auge da crise sanitária. Para quem dá ouvidos às advertências da Ciência, a pandemia de covid 19 é só uma página triste da história recente. Para quem faz ouvidos moucos, flertando com o negacionismo, ao contrário, as consequências podem estar a caminho.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE