**PUBLICIDADE


Mais uma vez, a Ciência


Publicado em 24 de janeiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


O Brasil bateu recorde de mortes por dengue, ano passado. Tal informação basta para justificar o entusiasmo com a chagada do primeiro lote de vacinas contra a doença, a ser distribuído pelo SUS.
Já há vacina contra a dengue no País. O governo federal recebeu 720 mil doses do imunizante Qdenga, oferecidas sem cobrança pelo laboratório japonês Takeda Pharma. O Ministério da Saúde receberá ainda cerca de 600 mil doses gratuitas da fabricante, totalizando 1,32 milhão. Além disso, o governo comprou 5,2 milhões de doses que serão entregues até novembro.
Dados divulgados pelo Ministério da Saúde, por meio do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan online), revelam que foram registradas pelo menos 1.079 mortes causadas pela doença em 2023. O número de mortos assusta. Em verdade, no entanto, não evidencia uma novidade. Em 2022 foram confirmados mais de quatro mil casos de dengue em Sergipe.
Mais uma vez, a maior esperança de dar fim ao mal, de uma vez por todas, vem da Ciência. Convém aos agentes públicos, no entanto, disseminar informação. Campanhas de conscientização regulares, incluindo todos os meios de comunicação e também os espaços públicos, desde as praças até as escolas, além de providências práticas, como a promoção de mutirões dedicados à limpeza de terrenos baldios, precisam se materializar em um trabalho continuado. De outro modo, todo o esforço realizado a fim de banir o aedes desce pelo ralo.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE