Sexta, 21 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Rixa de torcidas tem prisão e outra morte


Publicado em 24 de julho de 2012
Por Jornal Do Dia


A PM acaba confronto na torcida do Confiança e leva torcedor preso após o jogo

Gabriel Damásio
gabrieldamasio@jornaldodiase.com.br

A rixa entre as torcidas organizadas de futebol do Sergipe e do Confiança teve dois novos lances neste final de semana, quando os dois times voltaram a se enfrentar pela Copa Governador do Estado. Em um deles, o estudante Felipe Gabriel Santos Pereira, 20 anos, foi morto a tiros na praça principal do Conjunto Augusto Franco (zona sul de Aracaju), por volta das 22h de domingo. No outro, o foragido André Renovato dos Santos, 21, que estava com sua prisão decretada pela 8ª Vara Criminal de Aracaju, foi detido durante o jogo, ao se envolver em uma briga dentro do Estádio Lourival Baptista, no São José (zona sul).

O crime do Augusto Franco também teve um suspeito preso pela PM: Ednaldo José dos Santos, 22, que foi capturado ainda no conjunto quando policiais da Companhia de Radiopatrulha (CPRp) faziam buscas pela região do crime. Ele estava fugindo do local na garupa de uma moto que perdeu o controle e derrapou. O condutor da moto, já identificado pela polícia, conseguiu escapar, apesar de também ter caído. Um revólver calibre 38 possivelmente usado no ataque foi apreendido, bem como um cigarro de maconha achado em uma das mãos da vítima.

Em um vídeo gravado pelos policiais, o acusado admitiu ter matado Felipe e alegou que fez isso por causa de uma suposta briga em que se envolveram dias antes. Ednaldo afirmou ser da TEC (Torcida Esquadrão Colorado), ligada ao Sergipe e indicou que a vítima seria da Trovão Azul, do Confiança. Apesar da confissão, os próprios policiais militares não acreditam na relação entre o crime e as torcidas. Eles afirmam que o suspeito pode ter usado a rixa como pretexto para tentar justificar o assassinato. A família de Felipe, abalada, não quis dar entrevistas e disse apenas desconhecer a suposta rixa entre ele e Ednaldo. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

No estádio – Já no Batistão, policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) faziam o policiamento nas arquibancadas quando, ainda no primeiro tempo do jogo, foi chamada para separar uma briga entre um torcedor do Sergipe e outro do Confiança. Ao deter os dois, os policiais identificaram André, integrante da Trovão, e, ao consultar o Infoseg, um sistema eletrônico do Ministério da Justiça, descobriram o mandado de prisão, expedido por conta de um processo no qual é acusado de assassinar um torcedor do Sergipe.

O acusado foi levado para a Delegacia Plantonista e enviado a um presídio. André já foi preso em 2011, depois de assaltar um passageiro dentro de um ônibus na Avenida Tancredo Neves, no Capucho (zona oeste), tendo alegado na ocasião que a vítima era um integrante da TEC. Ele respondeu a processo e cumpriu pena por crimes de roubo majorado e porte ilegal de arma. Ainda no jogo entre Sergipe e Confiança, dois rojões foram apreendidos com torcedores azulinos.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade