**PUBLICIDADE


Conduta exemplar


Publicado em 06 de julho de 2024
Por Jornal Do Dia Se


A corrupção é ainda a uma chaga nacional, uma erva daninha ainda em vias de ser extirpada. Prova disso, a Polícia Federal trabalha como nunca – mesmo sem receber a atenção merecida nos anos controversos da Lava Jato.
Ontem, por exemplo, profissionais do Ministério Público do Estado de Sergipe (MPSE), com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da 12ª Procuradoria de Justiça cumpriram 14 mandados de busca e apreensão na capital e no interior sergipano. A operação, denominada ‘Societas Illicita’ teve como principal missão combater fraudes em licitações, lavagem de dinheiro e corrupção.
Pouco se sabe sobre a operação. Foram mais de seis meses de investigação sob absoluto e necessário sigilo. A expectativa e que o caso misterioso seja elucidado ainda em julho.
Melhor mesmo que as autoridades procedam assim, sob o resguardo da discrição. Nada mais perigoso para a ordem legal do que a influência de agentes públicos à vontade no papel improvável de super heróis. Quando um juiz personaliza uma causa tão complexa como o combate à corrupção, por exemplo, é preciso muito cuidado para não misturar ficção e realidade, provas e convicções. Mais das vezes, as ações do homem de carne e osso não alcançam a estatura do personagem.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE