**PUBLICIDADE


Contra o mosquito


Avatar

Publicado em 11 de maio de 2024
Por Jornal Do Dia Se


A Prefeitura Municipal de Aracaju monitora a proliferação do Aedes aegypti bairro por bairro, a fim de obter um retrato fiel dos riscos de infestação e contágio. Vetor de várias doenças, o mosquito não oferece descanso.
A coleta do terceiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) deste ano foi finalizada ontem, pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O levantamento é fundamental para analisar os bairros com maior incidência do mosquito e, com isso, intensificar as ações de combate ao vetor responsável por doenças como dengue, zika e chikungunya na capital sergipana. 
Providências são mesmo necessárias. A vacina da dengue, já distribuída no Brasil, não vai resolver o problema. Segundo as autoridades sanitárias, a imunização exige a aplicação de duas doses, com intervalo de três meses. Para evitar o pior é necessário, portanto, combater o mosquito Aedes aegypti, vetor do vírus maldito, casa por casa, desde já.
A OMS afirma que o aumento de casos é observado em toda a América Latina e no Caribe. Três países, no entanto, inspiram grande preocupação: Brasil, Paraguai e Argentina representam 92% do casos e 87% das mortes relacionadas ao vírus.
Aqui, onde o sol bate com força e a umidade elevada favorece a reprodução do Aedes, somente o trabalho minucioso e continuado, aliado ao investimento pesado em saneamento básico, pode evitar uma tragédia.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE