**PUBLICIDADE


Nem-nem


Publicado em 30 de maio de 2024
Por Jornal Do Dia Se


O poder transformador da Educação parece ter caído em descrédito, entre os jovens brasileiros. Segundo levantamento do Ministério do Trabalho e Emprego, o número de jovens que não estudam nem trabalham já chega a 5,4 milhões.
O dado é preocupante. Aumenta o número de jovens, entre 14 e 24 anos, que não trabalham, não estudam nem buscam trabalho. Se nos três primeiros meses do ano passado o contingente de jovens “nem-nem” somava 4 milhões de pessoas, no mesmo período deste ano alcançou 5,4 milhões.
O governo federal tem investido recursos na solução do problema. Os resultados, no entanto, demoram.
A Lei 14.818/2024, que criou o programa de incentivo financeiro-educacional ao estudante do ensino médio foi publicada em janeiro. Batizado pé de meia, o programa é uma bolsa-poupança para incentivar estudantes de baixa renda a concluir o ensino médio.
O problema atinge especialmente alunos com idades entre 16 e 18 anos, em sua maioria homens e negros, social e economicamente mais vulneráveis. A maior faixa de evasão escolar se concentra no ensino médio. Segundo dados do IBGE, cerca de 20% da população entre 14 e 29 anos abandona ou interrompe a própria formação.
A evasão escolar é um entre diversos problemas nacionais agravados pela pandemia de covid-19. De fato, a qualificação e valorização do professor em sala de aula, a aplicação adequada do Fundeb, os baixos índices de aprendizagem, exigem uma abordagem mais incisiva do poder público. Os jovens nem-nem refletem a situação da educação brasileira.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE