**PUBLICIDADE
Publicidade

O BRASIL DE DUAS GENTES


Avatar

Publicado em 16 de maio de 2024
Por Jornal Do Dia Se


* Rômulo Rodrigues

No domingo, dia das mães, 12 de maio de 2024, já está catalogado na história do Brasil o verdadeiro substrato da raça humana, classificada como bolsonarista e que na realidade é fascista.
A última pesquisa Quest trás um número alarmante sobre essa gente, ao revelar que 35% dos brasileiros e das brasileiras do universo pesquisado acreditam que as urnas, em 2022, foram fraudadas.
E o que fez e faz essa tal gente do bem, todos religiosos e que professam a temeridade a Deus, frequentadores assíduos de cultos religiosos com suas bíblias debaixo dos sovacos?
Emitiram um pedido de socorro para as equipes de resgates e salvamentos avisando que estavam ocorrendo óbitos variados em seu município, por falta de assistências e a população estava em pânico, com medo de não ter salvamentos.
De imediato, o governo federal autorizou equipes multidisciplinares para, em regime de emergência para o local para os prontos atendimentos que, lá chegando constataram que era trote, mentira, fake News.
A realidade cruel é que a onda de mentiras soltadas sobre a tragédia que avassala o Rio Grande do Sul e consterna o Brasil tem origem em grupo formado por gente muito ruim.
Já foi descoberto que as mentiras são de uma rede comandada pelo deputado federal Gustavo Gayer, do PL.
Foi de lá que saiu a mentira que Janja tinha abandonado o povo gaúcho para ir ver o show da Madona, desmentido pela cantora e pela primeira dama.
Foi de lá também, que saíram mentiras de que médicos estavam sendo impedidos de trabalhar, que remédios estavam sendo impedidos de serem distribuídos, que caminhões que estavam prestando apoio logístico, estavam sendo multados, que crianças que estavam sendo abusadas sexualmente, eram por causa do governo federal.
Sobre o show da Madona que a Jojô Todinho e o Pablo Marçal espalharam que foi patrocinado pelo governo federal via Lei Rouanet, também foi desmentido pelos patrocinadores, Banco Itaú e Cervejaria Heineken.
Outro Fake largamente espalhado por essa gente, é que o IBAMA tinha proibido que moradores abrissem estradas nas suas localidades para estabelecer fluxos de pessoas e de doações.
O grupo de deputados federais que repercute o fluxo de Fake News é composto por: Felipe Martins do Tocantins; Paulo Bilynsky de São Paulo; Carolina de Toni de Santa Catarina; General Girão do Rio Grande do Norte; todo do Partido Liberal de Bolsonaro; Coronel Ulisses do Acre e Coronel Assis do Mato Grosso, ambos do União Brasil.
As tentativas de causar pânico nas populações tentando responsabilizar o governo federal, também contam com apoios e militâncias do governador de Santa Catarina e do deputado federal por São Paulo Eduardo Bolsonaro e do senador Cleitinho, todos do PL.
Estima-se que a abrangência de influência criminosa dessa gente venha a alcançar mais de 20 milhões de pessoas o que requer um recado mais que de alerta e sim de compromisso de que todos os cidadãos conscientes e todas as cidadãs conscientes do país aproveitem as próximas eleições para repudiarem no voto, o PL e União Brasil, não votando nos seus candidatos e candidatas.
Por sua vez, o governo federal descobriu que o agronegócio tem um estoque de arroz para 10 meses, guardado para o momento em que possa elevar os preços.
Ao descobrir a tramoia criminosa, o governo trucou e autorizou a importação de 1 milhão de toneladas do alimento essencial na mesa do brasileiro. Devemos ficar atentos à choradeira deles, que terá todo o apoio da mídia patronal.
Outra ação de socorro que está anunciada e que sofrerá ataques midiáticos, com certeza, é a anunciada pela presidenta Dilma Rousseff de que o Banco BRICS vai ajudar o povo gaúcho, com R$ 5,7 bilhões.
A luta contra essa gente é e será gigantesca e requer empenho total; pois, a mídia corporativa dará todo o protagonismo para o elogiável trabalho do exército de voluntárioa e destaques pessoais para o prefeito de Porto Alegre e o governador do estado, como forma de inferiorizar o empenho do governo federal e do enorme contingente de servidores públicos como bombeiros e militares e pregar o Estado Mínimo dentro do escopo neoliberal.
O Zelensky dos pampas, com seu colete vistoso, ainda não entendeu sua responsabilidade na tragédia e a capacidade dedutiva do presidente Lula. Enquanto ele faz pose de ator secundário de novela, o estadista nomeia um representante permanente do governo federal para chamar o feito à ordem.

* Rômulo Rodrigues, sindicalista aposentado, é militante político

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade