Segunda, 29 De Novembro De 2021
**PUBLICIDADE


Veja, Margarida…


Publicado em 27 de outubro de 2021
Por Jornal Do Dia


Essas feridas da vida

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Antes, há pouco tempo, quando Elba Ramalho enchia a boca com a bela canção de Vital Farias e avisava “Gasolina vai subir de preço”, as feridas da vida não passavam de um pretexto lírico, o eco poético de um País em apuros, um registro anotado em outro momento, muito distante. Hoje, no entanto, o verso virou manchete. É preciso dispor de alguma inclinação ao sadismo para ler a primeira página dos jornais.

Nasci em 1980. Quem, como eu, está pra lá dos 40, certamente ainda lembra como foi difícil crescer enquanto nossos pais contavam o troco em cruzeiros, cruzados, cruzados novos, cruzeiros reais. A inflação comia tudo. Desde o arroz com feijão, até o sabonete Phebo. Coca-Cola, apenas no almoço de domingo. O leitor me perdoe a insistência, mas ir ao cinema era um evento especial.

Sob Bolsonaro, ficamos todos mais pobres. E mais sós. O presidente lidera uma cruzada contra a Ciência. Paulo Guedes projeta expectativas delirantes sobre o futuro. Arthur Lira faz cálculos políticos, enquanto dispõe do orçamento secreto a portas fechadas, bem longe da vista do populacho.

A situação chegou a ponto de o Cinemark realizar um dia inteiro de exibições a preço promocional (ver nesta página). Segundo o saudoso Roberto Nunes, então responsável pelo Cine Cult, os judeus que mandam e desmandam no circuito exibidor nacional são os mais caricatos, ávidos por dinheiro. Somente a carestia de bilhetes comercializados justifica, portanto, a disposição de encher as salas a qualquer custo.

Margarida que se cuide, abra os olhos, veja bem, como na canção. Ninguém está satisfeito com o gosto de sabão na boca. Mas a verdade é que a gasolina vai subir mais uma vez.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE