**PUBLICIDADE
Publicidade

Vivendo a Fraternidade na era da Amizade Social


Avatar

Publicado em 09 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


* Gregório José

A Campanha da Fraternidade 2023 terá início na próxima Quarta-feira de Cinzas, em 14 de fevereiro, mas as mobilizações em torno dessa iniciativa quaresmal da Igreja no Brasil já começaram. Antes guardada a sete chaves para se divulgar apenas na quarta-feira de cinzas hoje já não acontece. Também, com os constantes vazamentos de informação nem seria mais cabível.
Neste diálogo acerca da Campanha da Fraternidade de 2024, vamos buscar aprofundar nossa compreensão sobre a fraternidade e amizade social, explorando diferentes prismas que transcendem o ordinário. No contexto temporal, percebemos que a fraternidade não é apenas um conceito abstrato, mas uma experiência que se desdobra ao longo do tempo, como uma pausa na correnteza da eternidade do presente, uma reflexão inspirada na filosofia do tempo.
A visão humanista destaca que a fraternidade é uma expressão intrínseca da nossa humanidade compartilhada. Nessa perspectiva, ela se revela como um convite para dissolver fronteiras, enxergando no próximo não apenas um estranho, mas um irmão. É uma construção de pontes sobre as águas das diferenças, uma apreciação da rica tapeçaria de experiências que formam nossa existência comum.
A sabedoria espiritual acrescenta uma camada profunda ao diálogo, lembrando-nos da importância de cultivar a fraternidade como um ato de amor. Estender a mão ao próximo e reconhecer a presença divina em cada ser são atitudes que fundamentam essa prática. Ao promovermos a fraternidade, estamos semeando não apenas compaixão, mas também paz, contribuindo para a transformação do entorno que compartilhamos.
Neste diálogo harmônico, celebramos a diversidade de pensamentos que nos convida a transcender. A fraternidade se revela não apenas como uma ideia abstrata, mas como uma prática diária e comprometida. Que a Campanha da Fraternidade seja mais do que um evento passageiro, que se transforme em um convite profundo e constante para vivermos como irmãos, unidos pela complexa e bela tapeçaria da vida, guiados por uma luz espiritual que transcende a efemeridade do tempo, estabelecendo um presente eterno de fraternidade e amizade social.
Independente da religião ou credo que professamos é preciso fraternidade entre os seres para evitarmos contendas e discórdias desnecessárias. Que sejamos fraternos todos os dias, independente de conceitos formados em nossa vida.

* Gregório José, Jornalista/Radialista/Filósofo

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade