**PUBLICIDADE


O golpe passado a limpo


Publicado em 30 de setembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


O golpe frustrado no dia 08 de janeiro, quando uma horda bolsonarista invadiu e depredou as sedes dos três poderes, em Brasília, não será esquecido, não permanecerá impune. Desde a arraia miúda, como se diz em linguagem popular, até os mentores, financiadores e articuladores do golpe.
As investigações avançam, mesmo após as primeiras condenações. Ontem, a Polícia Federal deflagrou a 18ª fase da Operação Lesa Pátria, que investiga envolvidos nos atos de 8 de janeiro. O alvo foi o general da reserva Ridauto Lúcio Fernandes, possível idealizador da intentona bolsonarista, o primeiro membro das forças armadas a receber a visita dos agentes federais.
Evidências e circunstâncias apontam para os maiores interessados em um golpe. Os mentores intelectuais e financiadores do levante contra a democracia, contudo, ainda precisam ser identificados e punidos exemplarmente. De outro modo, a estabilidade do regime restará fragilizada, ferida de morte, vulnerável ante eventuais rompantes de milicos em conluio com celerados sem patente.
A história do exército brasileiro é marcada pelo pendor para o autoritarismo. Prova disso é a infinidade de golpes militares e tentativas frustradas de golpes militares registradas nos livros de História. A mais recente, a pantomina do último 08 de janeiro, há de ser passada a limpo.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE