**PUBLICIDADE
Publicidade

POR QUE BOLSA FAMÍLIA BLOQUEADO?


Avatar

Publicado em 07 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Agora no mês de janeiro já houve a suspensão dos pagamentos do benefício para que os seus titulares procurem
solucionar as pendências cadastrais do CPF das pessoas que integram o grupo familiar, para que voltem a receber os valores

* Verônica Andrade

O Ministério do Desenvolvimento Social- MDS publicou nota informando que aproximadamente 100 mil pessoas que recebem o benefício do programa Bolsa Família podem ter o recebimento suspenso em decorrência de irregularidades no cadastro do CPF junto à Receita Federal, assim é possível ao beneficiário já consultar a situação do seu CPF na base da Receita Federal – https://www.gov.br/receitafederal.
Assim, agora no mês de janeiro já houve a suspensão dos pagamentos do benefício para que os seus titulares procurem solucionar as pendências cadastrais do CPF das pessoas que integram o grupo familiar, para que voltem a receber os valores. Logo, é possível nestes casos agendar um atendimento junto à Receita pelo e-mail para a central de atendimento: [email protected]
Caso não ocorra a solução da situação que gerou a suspensão do benefício em 06 meses, poderá haver o bloqueio do benefício.
Há outros motivos também para que ocorra o bloqueio no pagamento do beneficio do bolsa família, como por exemplo o Cadastro Único- CADúnico irregular ou desatualizado, que ocorre quando há alteração nos membros do grupo familiar cadastrado, com a ocorrência de inclusão de membros ou a necessidade de exclusão de pessoas cadastradas, hipóteses de divórcios, falecimentos, casamentos, nascimentos, pessoas que não moram mais com o titular do Cadastro Único, sendo que mudança de endereço ou de rendimentos das pessoas do grupo familiar também podem gerar o bloqueio do bolsa.
O Ministério do Desenvolvimento Social afirma que foram encontradas várias inconsistências no sistema de cadastro único, de modo que se faz necessário o comparecimento das pessoas no CRAS do bairro ou Prefeitura para regularizar o cadastro sob pena de perda do benefício.
Outros requisitos secundários igualmente são observados pelo sistema de pagamento do benefício, dentre eles: manter o calendário de vacinação em dias, manter a frequência escolar para crianças e adolescentes, atualizar o cadastro único a cada 2 anos, comparecimento ao acanhamento pré-natal para gestantes, que são medidas simples para manter os benefícios do programa social.
Busque os seus direitos! Se informe.

* Veronica Andrade, advogada especializada em Direito Previdenciário e da seguridade Social ha mais de 20 anos, com escritório na capital sergipana por igual período. Membro da comissão de direito previdenciário da OAB Seccional Sergipe, autora da cartilha dos direitos da pessoa com Câncer, participação no quadro de direito previdenciário da FM Cultura 107,. instagram @veronicaandradeadvocacia
Email: [email protected]

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade